prémio

O fotojornalista Nuno André Ferreira, que trabalha na Lusa, conquistou o terceiro lugar na categoria ‘Spot News’ do prémio internacional de fotografia World Press Photo, com um trabalho sobre incêndios em Oliveira de Frades.

O município da Guarda aprovou hoje o lançamento do Prémio Internacional de Artes Plásticas – Cidade da Guarda, no âmbito da 5.ª edição do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea, que decorrerá entre 9 e 27 de junho.

A dupla de arquitetos franceses Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal é a vencedora do prémio Pritzker 2021, anunciou hoje a organização.

O livro português “Plasticus Maritimus”, da bióloga Ana Pêgo e da escritora Isabel Minhós Martins, ilustrado por Bernardo P. Carvalho, está entre os candidatos ao prémio francês Livro Ecológico da Juventude 2021, cujo júri é composto por crianças.

O Prémio Literário José Saramago previsto para este ano foi adiado para 2022, devido às limitações impostas pela pandemia e que tem obrigado ao adiamento de lançamentos de novas obras, anunciaram hoje os organizadores.

A investigadora Elvira Fortunato venceu o Prémio Pessoa 2020, anunciou hoje o júri, numa transmissão online.

O Centro de Estudos Ibéricos (CEI), com sede na Guarda, tem a decorrer, até ao dia 09 de abril, o período de candidaturas à 17.ª edição do Prémio Eduardo Lourenço.

O filme “A metamorfose dos pássaros”, da realizadora portuguesa Catarina Vasconcelos, recebeu hoje dois prémios no Festival Panorama Internacional – Coisa de Cinema, de Salvador da Bahia, no Brasil, de acordo com o palmarés do certame.

Dezasseis curtas-metragens portuguesas, feitas em contexto escolar, foram distinguidas hoje com o prémio Sophia Estudante 2021, revelou a Academia Portuguesa de Cinema.

A obra “Mediterrâneo”, de João Luís Barreto Guimarães, traduzida para inglês por Calvin Olsen, venceu o prémio Willow Run Poetry Book 2020, nos Estados Unidos, anunciou hoje a editora portuguesa Quetzal.

O escritor português António Lobo Antunes é um dos 49 nomeados para o Prémio Literário Internacional de Dublin 2021, com o livro “Até que as pedras se tornem mais leves que a água”.

Dois portugueses que residem em Macau foram distinguidos no Prémio Internacional de Fotografia de Tóquio, com destaque para os dois prémios (prata) conquistados por João Miguel Barros.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]