Faixa Atual

Título

Artista

Background

português

O Festival de Cinema de Málaga, em Espanha, acolhe em junho o programa de apoio a coproduções e financiamentos e quer dar destaque a projetos cinematográficos de Portugal e de outros países ibero-americanos.

Mais de uma dezena de filmes portugueses deverá estrear-se em 2021 no circuito comercial, mas ainda sem datas confirmadas, com distribuidores e produtores à espera de melhores dias nas salas de cinema.

A 11ª edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa –, em parceria com a Casa da América Latina, vai decorrer entre 9 e 14 de dezembro no Cinema São Jorge, em Lisboa, prolongando-se online de 15 a 30 de dezembro.

Cinco filmes, de realizadores portugueses ou com produção portuguesa, entre os quais “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, foram selecionados para os festivais de cinema de Gent, na Bélgica, e Valladolid, em Espanha, marcados para outubro.

“A Herdade”, de Tiago Guedes, venceu na quinta-feira os prémios Sophia de melhor filme e melhor realização, numa edição em que o produtor desta obra, Paulo Branco, pediu o fim das “pequenas guerrilhas” no cinema português.

A curta-metragem de animação “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias”, da realizadora portuguesa Regina Pessoa, foi nomeada para os prémios da Academia Canadiana de Cinema e Televisão, estando também nomeados os lusodescendentes Nelson Ferreira e Pedro Pires.

A TunetRádio esteve à conversa com o realizador, ator e argumentista Miguel Babo após a estreia, no Cinema City Alvalade, em Lisboa, de “Para Além da Memória”, a sua primeira longa-metragem de ficção.

Após a estreia de “Para Além da Memória” conversámos com Ângelo Torres sobre o seu desempenho na primeira longa-metragem de ficção de Miguel Babo, do carinho e empatia que toda a equipa sentiu na zona centro do país durante a rodagem (entre Alvaiázere e Miranda do Corvo), bem como os projetos futuros do ator de teatro, televisão e cinema.

Seis realizadores, entre os quais Gabriel Abrantes e Leonor Teles, vão repartir 2,5 milhões de euros de apoio à produção de primeiras longas-metragens de ficção, revelou o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

“Entre sombras”, de Alice Eça Guimarães e Mónica Santos, está nomeado para o César de Melhor Curta-Metragem de Animação, atribuídos pela academia francesa de cinema.