morreu

O cineasta francês Pierre-Marie Goulet, radicado em Portugal desde 1990, realizador de “Polifonias”, de homenagem ao musicólogo Michael Giacometti, morreu no sábado, anunciou a Academia Portuguesa de Cinema na noite de domingo.

O poeta Fernando Echevarría, nascido em Espanha e radicado em Portugal, morreu aos 92 anos, confirmou a mulher, Flor Campino, numa publicação na rede social Facebook.

O artista, professor universitário, crítico e escritor João Rocha de Sousa morreu, no domingo, em Lisboa, aos 83 anos, anunciou hoje a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), da qual fez parte.

O caricaturista sueco Lars Vilks, alvo de um atentado em Copenhaga, capital da Dinamarca, em 2015, morreu neste domingo, num acidente rodoviário, na Suécia, informou a polícia sueca.

A banda roock britânica Status Quo anunciou hoje a morte do seu baixista Alan Lancaster, 72 anos, um dos fundadores do grupo.

O realizador e encenador Roger Michell, que assinou a comédia romântica “Notting Hill”, morreu na quarta-feira aos 65 anos, revelou hoje a agente do artista.

O realizador e escritor Melvin Van Peebles, figura de proa do cinema afro-americano, morreu na terça-feira aos 89 anos de idade em Nova Iorque.

O escultor e ceramista cubano Rafael Consuegra, conhecido pelas suas grandes peças com figuras aladas inspiradas em anjos, morreu em Miami (EUA) aos 80 anos vítima de um ataque cardíaco, confirmou à agência EFE a sua assistente.

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu hoje, aos 98 anos, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, disse à Lusa a pintora Emília Nadal, sua amiga e da família.

O escritor, dramaturgo e argumentista espanhol Alfonso Sastre, galardoado com o Prémio Nacional de Teatro em 1985, morreu na sexta-feira, aos 95 anos, em Hondarribia, cidade onde viveu.

O realizador espanhol Mário Camus, cujo filme “A Colmeia” ganhou o primeiro prémio no Festival de Cinema de Berlim, morreu hoje aos 86 anos, refere a agência France-Presse (AFP).

A antiga diretora da Biblioteca Nacional Maria Leonor Machado de Sousa, agraciada no início do ano com a Ordem do Império Britânico atribuída pela rainha Isabel II, morreu aos 88 anos, anunciou hoje a Universidade Nova, onde era professora.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]