Faixa Atual

Título

Artista

Background

filmes

Quatro filmes portugueses, entre os quais “Diários de Otsoga” e “Amor de Perdição”, integram em outubro o Festival Internacional de Cinema de Ghent, o maior no panorama dos festivais na Bélgica.

O Museu Nacional de Arte Contemporânea, em Lisboa, criou um novo programa ‘online’ para manter contacto com o público em confinamento, através de conversas, glossário de arte, filmes e entrevistas a artistas, além de cursos gratuitos de desenho.

Treze contos de autores portugueses dos últimos dois séculos foram transformados em telefilmes por treze realizadores diferentes, e estreiam na RTP, no dia 4 de dezembro, com “Fronteira”, de Miguel Torga, realizado por João Cayatte.

O serviço de streaming Disney+, da The Walt Disney Company, está acessível a partir de hoje em Portugal, Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia, Islândia, Bélgica e Luxemburgo.

Os eventos irão respeitar todas as normas de segurança e são resultado de uma parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O festival de cinema DocLisboa deste ano decorrerá num formato reformulado, dividido por módulos de exibição de documentário em sala, entre outubro e março de 2021.

Três filmes do realizador alemão Werner Schroeter, produzidos e rodados em Portugal, vão estar disponíveis ‘online’ na próxima semana, assinalando-se uma década da morte do cineasta.

Oito filmes portugueses em pós-produção são candidatos ao Fundo de Apoio ao Cinema do IndieLisboa, que decorrerá em agosto.

O canal ARTE France vai exibir uma versão televisiva alargada do filme “A Herdade”, de Tiago Guedes, distribuída por três episódios de três horas cada e “feita especialmente para aquele canal”, anunciou a Leopardo Filmes.

Uma sugestão para ver em casa numa altura em que vivemos a pandemia provocada pelo novo Coronavírus.

Três filmes de João Botelho e dois de Teresa Villaverde vão ficar disponíveis para exibição gratuita temporariamente na Internet, em alternativa ao fecho das salas de cinema, por causa da doença covid-19.

Ao todo, são 114 títulos à disposição dos subscritores Filmin (subscrição mensal 6,95€) para ver o melhor do cinema italiano em casa, até podermos viver a magia do cinema nas salas.