Faixa Atual

Título

Artista

Background

Curta

O filme “Noite Turva”, do realizador português Diogo Salgado, vai competir pela Palma de Ouro de Melhor Curta-Metragem do 74.º Festival de Cinema de Cannes, marcado para julho, anunciou hoje a organização do certame.

A curta-metragem portuguesa “Meine Liebe”, de Clara Jost, está em competição no Festival Premiers Plans, cuja 33.ª edição se inicia hoje, em Angers, França.

A curta-metragem “A Mordida”, do realizador português Pedro Neves Marques, venceu hoje o prémio Coelho de Ouro para melhor curta-metragem no festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade, a decorrer em São Paulo, no Brasil.

A curta-metragem “O Peculiar Crime do Estranho sr. Jacinto”, realizada pelo português Bruno Caetano, conquistou o Prémio Melhor Curta Metragem, o troféu mais importante do 7.º Play – Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil de Lisboa, que decorreu de 8 a 16 de fevereiro, no Cinema São Jorge, Cinemateca Júnior e Capitólio.

O ator norte-americano Joaquin Phoenix, favorito ao Óscar de Melhor Ator pelo papel no filme “Joker”, participa numa curta-metragem produzida por organizações não-governamentais (ONG) para destacar o papel dos indígenas na proteção da floresta Amazónia.

Relançado em novembro, o vídeo musical de “Partilhar”, tema do cantor, compositor e cineasta Rubel com a participação da dupla AnaVitória, aproxima-se das nove milhões de visualizações no YouTube.

A curta-metragem ” Raquel”, de Ana Paula Pais e Sara Baga, venceu o prémio nacional do Festival Vista Curta 2019, promovido pelo Cine Clube de Viseu, que decorreu nesta cidade entre terça-feira e sábado.

Os filmes portugueses “Cães que ladram aos pássaros”, de Leonor Teles, “Dia de Festa”, de Sofia Bost, e “Em caso de fogo”, de Tomás Paula Marques, estão em competição no festival Curta Cinema, a decorrer no Rio de Janeiro.

O trabalho do cineasta português José Vieira está em destaque no Vista Curta, de Viseu, que hoje arranca com a exibição do filme “Souvenirs d’un Futur Radieux” e com a abertura de uma exposição, patente até 17 de novembro.

A curta “Sleepwalk”, do português Filipe Melo, recebeu o prémio Onofre à Melhor Curta Metragem do 25.º Festival Ibérico de Cinema, que decorreu em Badajoz, Espanha, e no qual foram distinguidos outros portugueses.

Um conjunto de realizadores portugueses vai “revisitar” o cinema nacional através da escolha de curtas-metragens que serão exibidas em 21 festivais no âmbito dos 20 anos da Agência da Curta Metragem.