Faixa Atual

Título

Artista


cultura

Os setores criativos e culturais na União Europeia (UE) terão apoios comunitários de 385 milhões de euros este ano, mais 100 milhões do que no ano passado, principalmente devido à crise da covid-19, anunciou hoje a Comissão Europeia.

À 9.ª edição a Maratona de Leitura voltou a confirmar a vila da Sertã como uma referência na atividade literária nacional.

A Associação Portuguesa de Serviços Técnicos para Eventos vai manifestar-se em 30 de junho, em Lisboa, devido às “medidas inexplicáveis” do Governo para o setor, nomeadamente a obrigatoriedade de realização de testes à covid-19 nos eventos culturais.

Os espaços culturais vão poder passar a funcionar até às 00:00 e com 50% da lotação, a partir de 14 de junho, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa, no final da reunião do Conselho de Ministros.

A TunetRádio conversou com Pedro Jóia – guitarrista e compositor (Mariza, Ricardo Ribeiro…) – após um concerto de apresentação do álbum “Zeca”, “que assentou que nem uma luva” no penúltimo dia do Festival Políticas à Parte, uma organização da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, que decorre até ao dia 1 de maio.

A TunetRádio conversou com JP Simões – cantor, escritor e autor (Bloom, Belle Chase Hotel, Quinteto Tati…) – no contexto de atuação “totalmente dedicada ao espírito da canção de protesto” no primeiro dia do Festival Políticas à Parte, uma organização da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, que decorre até ao dia 1 de maio.

A TunetRádio conversou com Rafael Nascimento, programador cultural responsável pela primeira edição do Festival Políticas à Parte, uma organização da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, que decorre até ao dia 1 de maio.

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) introduziu uma componente nova para a Cultura, que prevê 150 milhões de euros para a valorização, conservação e restauro do património cultural e histórico nacional e municipal.

O Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) e o Palácio Vila Flor, em Guimarães, reabrem portas ao público no dia 16 de abril, com um total de nove exposições, anunciou hoje A Oficina.

Ao fim de um ano praticamente sem trabalharem e com a perspetiva de que 2021 será semelhante, muitos ‘invisíveis’ do espetáculo apoiam-se na família, nos amigos ou tentam arranjar outros meios de subsistência, mas só temporariamente.

As atividades culturais poderão ser retomadas, faseadamente, a partir de 15 de março, dia em que podem reabrir livrarias, bibliotecas e arquivos, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa.

Perto de quatro em cada 10 trabalhadores independentes da Cultura são prestadores de serviços sem qualquer contrato, o que mostra a “informalidade das relações de trabalho”, segundo dados do Inquérito aos Profissionais Independentes das Artes e Cultura hoje revelados.