crise

Entre 300 a 400 pessoas terão ficado sem trabalho com a redução de atividade e fecho temporário das salas de cinema em Portugal desde o começo da pandemia, revelou a Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas (APEC).

A editora Gradiva esteve para publicar em Portugal a autobiografia de Woody Allen, “Apropos of Nothing”, mas o montante de direitos pedidos inviabilizou esta possibilidade, pois todos os recursos são para pagar salários, nesta época de crise pandémica.

Cerca de meia centena de artistas, produtores e gestores culturais criaram o movimento “SOS Arte PT” para “resistir”, com algumas propostas, aos efeitos da crise provocada pela pandemia da covid-19 e em defesa das artes visuais do país.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]