Faixa Atual

Título

Artista

Background

Carlos do Carmo

O fadista Carlos do Carmo vai ser homenageado, por artistas portugueses de várias gerações e estilos musicais, com um concerto na Altice Arena, em Lisboa, em 21 de dezembro, dia em que completaria 82 anos de vida.

A nona edição do festival de fado Santa Casa Alfama, em Lisboa, realiza-se nos dias 24 e 25 de setembro, e vai homenagear Carlos do Carmo, fadista que morreu no passado dia 1 de janeiro.

O último álbum de Carlos do Carmo, “E Ainda…”, em que canta poemas de Sophia de Mello Breyner, Hélia Correia, Júlio Pomar e Jorge Palma, entre outros, é editado hoje.

A figura do fadista Carlos do Carmo, que morreu no início do ano, vai ficar eternizada na freguesia de Alvalade, em Lisboa, através de um mural pintado pelo artista urbano Mário Belém.

O último álbum do fadista Carlos do Carmo, que morreu no dia 01 de janeiro, “E Ainda…”, é editado em 16 de abril, nos formatos digital, CD e vinil, anunciou hoje a editora Universal Music Portugal.

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) anunciou hoje a criação do Prémio Carlos do Carmo, “a atribuir anualmente ao melhor disco de fado”, numa homenagem ao cantor de “Lisboa, Menina e Moça”, que morreu no passado dia 1.

O fadista Carlos do Carmo morreu hoje de manhã aos 81 anos no hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse o filho, Alfredo do Carmo, à Lusa.

O Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural 2020 é atribuído a Carlos do Carmo, uma “individualidade exemplar numa área que Vasco Graça Moura muito prezava e para a qual contribuiu com numerosos poemas”.

O fadista Carlos do Carmo recebeu no sábado a chave da cidade de Lisboa, entregue pelo presidente da câmara, Fernando Medina, uma honra dada habitualmente aos chefes de Estado que visitam Portugal.

Dino D’Santiago foi o artista mais premiado na primeira edição dos Play – Prémios da Música Portuguesa, ao vencer três das 12 categorias – Melhor Artista a Solo, Melhor Álbum e Prémio da Crítica.