Faixa Atual

Título

Artista

Background

Bafta

O filme do alemão Edward Berger soma 14 nomeações aos prémios BAFTA, um recorde para uma obra em língua não inglesa.

O filme “O Poder do Cão”, de Jane Campion, venceu hoje os prémios BAFTA de melhor filme e realização, da Academia Britânica de Cinema e Televisão, mas “Duna”, de Denis Villeneuve, foi o mais premiado da cerimónia, em Londres.

O designer luso-canadiano Luís Sequeira foi nomeado para um prémio BAFTA, na categoria de melhor figurino, pelo filme “Nightmare Alley – Beco das Almas Perdidas”, de Guillermo del Toro, anunciou hoje a academia britânica.

“Nomadland” foi o grande vencedor da 74.ª edição dos prémios da Academia Britânica das Artes Cinematográficas e da Televisão (BAFTA), alcançando quatro prémios, entre os quais melhor filme, melhor realizador e melhor atriz.

Os filmes “Nomadland”, de Chloé Zhao, e “Rocks”, de Sara Gavron, lideram as nomeações para os BAFTA, os prémios da Academia Britânica de Cinema e Televisão, que serão entregues em abril.

A cerimónia de entrega dos prémios Bafta foi adiada para 11 de abril de 2021 devido à covid-19, anunciaram os organizadores do evento.

Os prémios de cinema britânico Bafta distinguiram “1917” como o melhor filme, numa cerimónia realizada em Londres, atribuindo-lhe outros seis prémios, incluindo o de melhor realização.

O filme “Joker”, de Todd Phillips, lidera com 11 nomeações as candidaturas aos prémios de cinema britânicos BAFTA, seguido pelo “O Irlandês”, de Martin Scorsese, e “Era uma vez… em Hollywood “, de Tarantino.

“Roma”, do realizador mexicano Alfonso Cuarón, foi o grande vencedor dos 72.º prémios Bafta do cinema britânico, triunfando em quatro categorias, entre elas a de melhor filme e de melhor realização.