Faixa Atual

Título

Artista

Background

2019

Os palácios nacionais da Pena e de Sintra e os museus de Arte Contemporânea de Serralves, Coleção Berardo e Tesouro da Sé do Porto foram os mais visitados em 2019, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O FMM Sines – Festival Músicas do Mundo venceu a categoria “Best Cultural Programme” da 5.ª edição dos Iberian Festival Awards, entregues a 17 de outubro, numa cerimónia online transmitida a partir de Lisboa.

Um ano eclético e inspirado. Dois adjetivos que ajudam a definir o que se passou em 2019, ano em que Lena D’Água ganhou uma nova alma com “Desalmadamente”, o aguardado LP, mais uma produção do imparável Benjamim e um autêntico repositório de singles.

O filme “Variações”, de João Maia, foi selecionado pela Academia Portuguesa de Cinema para representar Portugal na 62.ª edição dos prémios ibero-americanos Ariel, a realizar no México, em 2020, anunciou a academia.

A morna, género musical típico de Cabo Verde, foi proclamada hoje Património Imaterial Cultural da Humanidade pela UNESCO.

A cantora sueca Marie Fredriksson, vocalista do grupo pop Roxette, morreu na segunda-feira aos 61 anos, revelou a banda.

O 43.º Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho atribuiu no sábado o seu Grande Prémio ao filme francês “Riviera”, distinguindo também a longa-metragem brasileira “Cidade dos Piratas” e as curtas portugueses “Tio Tomás” e “Nestor”.

Um recital de Maria João Pires, a antestreia de “Marighella”, de Wagner Moura, e um simpósio sobre “Resistências”, com a presença do ex-presidente do Equador Rafael Correa, marcam o Lisbon & Sintra Film Festival (LEFFEST), que começa hoje.

O grupo catalão La Fura dels Baus vai levar a Lisboa e Porto o espetáculo “Carmina Burana”, de Carl Orff, e quadros cénicos com um “visual extravagante”, a 20, 21 e 28 de dezembro.

Duas curtas-metragens dos realizadores portugueses Leonor Teles e Gabriel Abrantes estão entre as cinco nomeadas para Melhor Curta-Metragem nos Prémios Europeus de Cinema 2019.

O Festival Internacional de Cinema DocLisboa, que começa na quinta-feira, tem um perfil “muito definido naquilo que é o seu lugar político”, na defesa de um “cinema livre”, afirmou a diretora Cíntia Gil.

O novo álbum do fadista Camané e do pianista e compositor Mário Laginha, “Aqui Está-se Sossegado”, é editado no dia 15 de novembro, e inclui cinco temas inéditos e dois que Camané nunca gravou.