Tiago Pereira da Silva

«Let it Bleed Well, we all need someone we can bleed on» Começo com uma declaração de interesses: É bem provável que os Stones e os Beatles sejam as duas bandas que mais ouvi até hoje. Em plena adolescência, para além das inúmeras horas dedicadas na descoberta de álbuns, fui ouvindo inúmeras vezes a afirmação […]

Black is Beautiful… and The New American Songbook. Quando ouvir música se transforma também num exercício de combate político.

«Talvez tivesse feito melhor em agradecer ao diabo», pensei eu domingo à noite, ao ouvir André Ventura a proclamar “vitória” com a não adjetivável frase: «E devo confessar humildemente, que talvez tenha sido eu o escolhido por Deus para dar este rumo a Portugal».

O fim de qualquer ano costuma ser matéria interminável para balanços. Talvez este seja um ano demasiado óbvio para iniciar-se num balanço que depressa se transformará num compêndio dos excessos. Está na moda fazer um retrato medonho de 2020.

É possível que nenhuma outra guitarra do mundo seja tão imediatamente associada a um guitarrista como a Frankenstrat de Eddie.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]