ART & TECH

Página:4

A estreia de “Estremez Famoso da Pesca no Rio Minho”, uma peça sobre a fronteira Norte, Portugal-Galiza, é um dos destaques da programação da Companhia de Teatro de Braga (CTB) para 2021, disse hoje o diretor artístico.

Os artistas Pedro Calapez e André Gomes cruzam perspetivas de fotografia e pintura num “encontro” de diferenças e afinidades, materializado numa exposição no Museu Berardo, em Lisboa, que é inaugurada na quarta-feira, com cerca de 80 obras inéditas.

Marta Lapeña, Daniele Eime, The Caver e a dupla Coletivo Licuado são os artistas murais que vão participar na edição deste ano do WOOL – Covilhã Arte Urbana.

A Casa da Arquitetura, em Matosinhos, organiza um “Fim de Semana Inquieto” com visitas orientadas, filmes, oficinas, ‘workshops’ e um itinerário pelas obras do arquiteto Álvaro Siza.

Zonas de lazer de Sangemil, Mosteiro de Fráguas e Ferreirós do Dão, no concelho de Tondela, vão receber músicos nacionais e internacionais, durante a edição nómada do festival Tom de Festa, de 2 a 24 de julho.

O ator e encenador Daniel Rocha vai apresentar este mês em Famalicão da Serra, Guarda, o espetáculo “Eu! Krapp…”, criado “a partir de Samuel Beckett e outros pelintras”, no âmbito do mestrado em Teatro da Universidade de Évora.

O festival de arte de rua de Bragança – Sm`arte – desenvolve-se este ano exclusivamente em sete aldeias do concelho com outros tantos artistas a criarem em diferentes locais, como uma antiga sala de ordenha.

A adaptação para teatro do romance “A Instalação do Medo”, de Rui Zink, vai estar em cena, no dia 18 de julho, no Festival D’Avignon, em França, pela companhia Théâtre des Halles, numa encenação de Alain Timár.

Um “drama moderno” é como o encenador João de Brito classifica a peça “Uma Casa de Bonecas”, concluída por Henrik Ibsen há mais de 140 anos, que se estreia na quinta-feira no Teatro da Trindade, em Lisboa.

O jornalista Rui Miguel Tovar destacou 50 desportistas que se evidenciaram em Portugal num livro, que vai ser publicado hoje, e concluiu que há “muitos heróis para a dimensão do país”.

A exposição “Tudo o que eu quero”, com cerca de 240 obras de 40 artistas portuguesas, criada para contrariar a invisibilidade feminina na História da Arte, ficará disponível a partir de hoje, online, na plataforma Google Arts & Culture.

O Festival Literário Internacional do Interior (FLII) arranca na quinta-feira e dinamiza dezenas de iniciativas por sete concelhos da região Centro, homenageando nesta edição os escritores Manuel Alegre, Maria Teresa Horta e Carlos de Oliveira.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]