ART & TECH

Página:3

A Covilhã já submeteu candidatura a Cidade Criativa da UNESCO na área de ‘design’, anunciou hoje aquela autarquia do distrito de Castelo Branco.

O novo romance da escritora britânica Susanna Clarke, “Piranesi”, tem como figura inspiradora o arquiteto e gravador italiano Giovanni Battista Piranesi (1720-1778), e é publicado em Portugal na próxima terça-feira, divulgou hoje a editora Casa das Letras, do Grupo Leya.

“Sou um ator” é o tema da ‘masterclass’ que Diogo Infante orienta no sábado, às 17:30, no Teatro da Trindade, que dirige, em Lisboa.

A Associação Portuguesa de Serviços Técnicos para Eventos vai manifestar-se em 30 de junho, em Lisboa, devido às “medidas inexplicáveis” do Governo para o setor, nomeadamente a obrigatoriedade de realização de testes à covid-19 nos eventos culturais.

A peça “Lisboawood”, com texto e encenação de João Cachola e música dos Zarco, sobe hoje ao palco do Teatro Meridional, em Lisboa, para pensar em palco questões de gentrificação, especulação e turismo.

As peças “Relação abusiva” e “Mulheres à beira do precipício”, da dramaturga brasileira Luciene Balbino, estão em cena no Auditório Carlos Paredes, em Benfica, em Lisboa, até 15 e 18 de julho, respetivamente.

Os amigos Michel e Taylor são as personagens centrais do espectáculo “Achas para a fogueira”, de Antoine Defoort, que vai ocupar a Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, na quinta e na sexta-feira.

Autores portugueses e estrangeiros, entre os quais Luis Filipe Castro Mendes e Ron Padgett, vão participar a partir de quinta-feira nos Dias da Poesia, uma iniciativa da Casa Fernando Pessoa, que terá pela primeira vez transmissão e participações online.

Os escritores Djaimilia Pereira de Almeida, H.G. Cancela, João Tordo, Teresa Veiga e Valter Hugo Mãe são os cinco finalistas do Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, anunciou esta entidade.

A peça de Alfred Jarry “Rei Ubu”, que antecipou em décadas o teatro do absurdo, fica em cena até domingo, na Casa de Teatro de Sintra, num espetáculo com atores, marionetas e música ao vivo, pelo Fio d’Azeite – Grupo de Marionetas do Chão de Oliva.

O Centro Cultural de Belém, em Lisboa, retoma as atividades presenciais, com uma temporada de verão “Destemporada”, recuperando projetos que não puderam ser apresentados na altura prevista, e oferecendo um programa “intenso e diversificado”, com música, teatro e dança.

Três exposições, com obras raramente mostradas da Coleção Ilídio Pinho, e peças das artistas Júlia Ventura e Josefina Ribeiro, abrem ao público na quarta-feira, no Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva, em Lisboa.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]