Faixa Atual

Título

Artista

Background

Dobradinha de João Canijo na Berlinale

Escrito por em 25/01/2023

Os filmes “Mal Viver” e “Viver Mal”, de João Canijo, vão estar em competição em fevereiro no Festival de Cinema de Berlim (Berlinale).

Esta será a estreia de João Canijo na competição deste festival, com a longa-metragem “Mal Viver” selecionada para a competição oficial, em disputa pelo Urso de Ouro, e com a longa-metragem “Viver Mal” na secção Encontros, dedicada a “novas visões cinematográficas”.

“Mal Viver” “é a história de uma família de várias mulheres de diferentes gerações, que arrastam uma vida dilacerada pelo ressentimento e o rancor, que a chegada inesperada de uma neta vem abalar, no tempo de um fim de semana”, lê-se na sinopse. “Viver Mal” segue em paralelo e foca-se nos hóspedes que passam pelo hotel gerido por aquelas mulheres.

O elenco conta com Rita Blanco, Anabela Moreira, Madalena Almeida, Cleia Almeida, Vera Barreto, Filipa Areosa, Leonor Silveira, uno Lopes, Rafael Morais, Lia Carvalho, Beatriz Batarda, Leonor Vasconcelos e Carolina Amaral. Está prevista uma versão em minissérie para a RTP.

Anteriormente, o festival de Berlim tinha anunciado que na secção Fórum estará em estreia o filme “Cidade Rabat”, de Susana Nobre. A série portuguesa “Cuba Libre”, de Henrique Oliveira, já exibida na RTP, sobre Annie Silva Pais, filha única do último diretor da polícia política de Salazar, vai integrar o Mercado de Séries de Berlim, enquanto o projeto cinematográfico “Hera”, de Catarina Mourão, foi selecionado para o mercado de coproduções.

Os filmes “Last Things”, de Deborah Stratman (coprodução entre Portugal, EUA e França) e “AI: African Intelligence”, de Manthia Diawara, numa parceria entre Portugal, Senegal e Bélgica, constam da secção Fórum Expandido. O 73.º Festival de Cinema de Berlim decorrerá de 16 a 26 de fevereiro.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta