Faixa Atual

Título

Artista

Background

Festival Sons do Património com 17 concertos grátis

Escrito por em 13/09/2022

A 5.ª edição dos Sons do Património realiza-se de 04 a 28 de outubro, com 17 concertos de entrada livre, que acontecem em 17 locais especiais da Área Metropolitana do Porto.

O ciclo de 17 concertos de música erudita, jazz, tradicional, rock ou eletrónica arranca no dia 04 de outubro com o músico e compositor Samuel Martins Coelho, que atua na Igreja de São Pedro Fins, na Maia.

Prossegue no dia 07, no Museu da Memória, em Matosinhos, com a atuação de Lavoisier, que apresenta o novo álbum, “Viagem a um reino maravilhoso”, e que conta com a participação do músico Carlos Bica. No mesmo, dia 07 de outubro, pelas 21:30, na Ponte dos Coronados, em Vale de Cambra, atua Galadum Galundaina.

O ciclo de concertos continua no dia 08 com três concertos. O primeiro, pelas 17:00, no Face – Fórum de Arte e Cultura, em Espinho, com Galo Cant’Às 2, numa ‘jam session’ de bateria, percussões e contrabaixos.

O segundo concerto de dia 08 de outubro está marcado para as 18:30, no Centro de Memória, em Vila do Conde, com a atuação da artista Dada Garbeck, em que se espera que apresente o seu novo trabalho, “Vox Humana”.

Para encerrar o dia 08, está prevista a atuação de Ana Bacalhau com o Quarteto Verazin, em Rates, na Póvoa de Varzim. A Garota Não atua no dia 09, no espaço Corpus Christi, em Vila Nova de Gaia, onde se prevê que apresente o seu mais recente disco de originais, “2 de Abril”, data que celebra a Constituição da República Portuguesa e o nome do bairro setubalense, onde a ‘cantautora’, de nome Cátia Mazzari Oliveira, nasceu e cresceu.

No dia 14, a música rap de Stray toma conta da Fábrica Viarco, em S. João da Madeira, com o seu novo disco, “Rafeiro”, inspirado pelas canções de trabalho, pelo blues e pela cantilena, com música jazz e folclore transmontano.

O Expresso Transatlântico atua no dia 15, pelas 17:00, em Castro do Monte Padrão, em Santo Tirso, e, pelas 18:00, no Atelier da Pedra do Escultor Paulo Neves, em Oliveira de Azeméis, é a vez do concerto da artista Ana Lua Caiano.

O dia 15 termina com a atuação da guitarrista Marta Pereira da Costa, às 21:30, na Igreja de Vandoma, em Paredes. O ciclo de concertos continua a 16 de outubro, pelas 16:00, no Museu do Papel, em Santa Maria da Feira, com Tó Trips e Miramar, projeto dos guitarristas Frankie Chaves e Peixe, no Centro Cultural de Campo, em Valongo.

No dia 22 de outubro, há dose tripla de concertos. O primeiro é de Azar Azar, na Casa Guerra Junqueiro, Museu da Cidade, no Porto, pelas 15:00. O segundo é assinado pela voz e guitarra de Válter Lobo, e acontece no Lugar do Desenho, na Fundação Júlio Resende, em Gondomar, pelas 18:00.

O dia 22 termina com a música sacra dos organistas Filipe Veríssimo e Marco Brescia, num concerto agendado para as 21:30, na Igreja de Santiago de Bougado, na Trofa. O certame de música encerra no dia 28 de outubro, com a banda Virgem Sutra a atuar na Praça Brandão de Vasconcelos, em Arouca.

“Este ciclo de concertos, que propõe a música como veículo de aproximação das populações aos lugares patrimoniais, teve início em 2018 e vem gerando encontros inesperados, intimistas e irrepetíveis entre os visitantes, património, comunidades e alguns dos melhores nomes da música feita no nosso país”, considera o presidente do Conselho Metropolitano do Porto, Vítor Rodrigues. Todos os 17 concertos nos 17 lugares diferentes são de entrada livre.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta