Faixa Atual

Título

Artista

Background

Cinema português de animação abre Avanca

Escrito por em 27/07/2022

O 26.º Avanca Festival Internacional de Cinema, arranca hoje, numa edição que conta com 30 estreias mundiais, num total aproximado de 130 filmes, entre longas e curtas-metragens.

A abertura da edição deste ano do festival está marcada para as 21:45, no Auditório Paroquial de Avanca, com homenagens comemorativas dos 25 anos do festival e a entrega dos prémios de 2021.

A primeira noite competitiva é marcada pela estreia mundial de trabalhos de dois dos cineastas “mais representativos do cinema de animação português”. Manuel Matos Barbosa e Cláudio Jordão. Manuel Matos Barbosa, o decano da animação portuguesa recentemente distinguido pela Academia Portuguesa de Cinema, estreia o seu novo filme, “O Antiquário”.

Baseado numa obra de Fialho de Almeida, o filme conta com música de Joaquim Pavão e a voz inconfundível do ator Ruy de Carvalho. Outra estreia é “A Espuma e o Leão”, novo filme de Cláudio Jordão, um dos autores mais premiados do cinema português de animação.

“Um olhar para a brava travessia de Olhão ao Rio de Janeiro de 18 destemidos marinheiros que em julho de 1808 levaram a notícia de Portugal livre à corte portuguesa refugiada em terras de Santa Cruz”, é o tema do filme.

Trata-se de um filme que o autor tinha em mente realizar há mais de uma década, e que surge agora ”num inesperado e digital painel de azulejos, em que toda a animação 3D marca a intrépida viagem do pequeno caíque algarvio”.

Sob o signo dos deslocados, o Festival de Cinema de Avanca terá no dia seguinte, vários destaques: “O Império do Silêncio”, do realizador belga Thierry Michel, é exibido às 14:30, sendo “um relato aprofundado de dois assassinatos ocorridos na República Democrática do Congo, em março de 2017”.

Ao final da tarde, pelas 18:15, é exibida a última obra de André Valentim Almeida, o documentário “Famille F. C.”, que aborda os clubes de futebol das comunidades portuguesas à volta de Paris.

O filme em estreia mundial “Viagens em Cabeças Estrangeiras”, do realizador luso-francês António Amaral, será exibido na sessão da noite, que conta com a presença do realizador e do ator Julien Darney, para a apresentação do filme.

“Nesta obra, três extraterrestres vivem nos corpos de humanos. Os três devem voltar ao seu planeta, mas um deles recusa-se a sair do corpo de um ativista do Mali que está a trabalhar na organização de uma grande manifestação de rua pelos direitos de trabalho dos migrantes”, refere a sinopse.

A fechar a noite vai ser exibida também “Toutes les nuits”, a última obra da realizadora Latifa Said, cuja filmografia envolve deslocados. O 26.º Avanca decorre até ao dia de segunda-feira, no Auditório Paroquial de Avanca e no Cinema Vida em Ovar, sendo organizado pelo Cine Clube de Avanca e pelo Município de Estarreja.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta