Faixa Atual

Título

Artista

Background

Sete Sóis Sete Luas anima Sabugal até novembro

Escrito por em 12/07/2022

O concelho do Sabugal vai receber de 23 de julho e 26 de novembro o Festival Sete Sóis Sete Luas, evento dedicado à diversidade cultural do mediterrâneo e do mundo lusófono, anunciou hoje o município.

O programa do 30.º Festival Sete Sóis Sete Luas, que abrange pela segunda vez o município do Sabugal, no distrito da Guarda, inclui concertos, teatro de rua, laboratórios musicais e uma residência artística de ‘street art’, entre outras iniciativas.

Segundo a autarquia do Sabugal, o festival internacional “é um projeto promovido por uma rede cultural composta por 30 cidades, entre as quais o Sabugal, de 13 países (Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Israel, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia)”.

O Festival Sete Sóis Sete Luas começa no dia 23 de julho, com um concerto de 7Sóis Tarrafal Orkestra (Cabo Verde), pelas 21:30, no Jardim do Auditório Municipal. Nos dias 30 (rua 5 de Outubro, 21:30) e 31 (Largo da Fonte, 21:30) é a vez da cidade do Sabugal acolher o espetáculo de teatro de rua Deabru Beltzak (País Basco).

Segundo o programa, no dia 10 agosto, o Largo da Fonte, recebe, pelas 21:30, um concerto de Med7 Sóis Orkestra (Mediterrâneo). O evento prossegue com espetáculos da Sociedade Filarmónica Bendadense e Jean-Marie Frédéric (França), no dia 02 de setembro (19:00, na aldeia de Bendada) e 03 de setembro (21:30, no castelo do Sabugal).

No dia 10 de novembro, pelas 21:30, o Auditório Municipal do Sabugal recebe um espetáculo da bailarina de flamenco Ana González (Andaluzia) e no último dia, 26 de novembro, pelas 21:30, no Auditório Municipal, realiza-se um concerto de Korrontzi (País Basco).

Ainda no âmbito da programação, vai ser inaugurado um mural do ‘street artist’ SEPT (29 de julho, às 18:00), será realizado um ‘workshop’ de flamenco (09 novembro, entre as 18:00 e as 21:00) e haverá uma ‘masterclass’ de acordeão diatónico (26 de novembro, das 16:00 às 18:00).

O vereador com o pelouro da cultura na autarquia do Sabugal, Amadeu Neves, disse hoje à Lusa que o festival representa um investimento de 40 mil euros e disponibiliza espetáculos com entrada livre.

Segundo Amadeu Neves, as expectativas em relação à adesão do público “são altas”, porque, devido à pandemia, “as pessoas estão ávidas de cultura e de entretenimento”, como tem sido verificado em outros eventos municipais já realizados.

Por outro lado, “como é um projeto em rede”, o autarca disse esperar que pessoas de outras cidades envolvidas possam visitar o Sabugal nos dias das iniciativas que estão programadas.

O Festival Sete Sóis Sete Luas tem como principais objetivos “o diálogo intercultural, a mobilidade dos artistas dos países que integram a rede e a criação de formas originais de produção artística, com a participação dos criadores vindos dos diferentes países”.

O município do Sabugal surge integrado no evento no âmbito do acordo de cooperação e de geminação com o município de Ribeira Grande (Cabo Verde), celebrado em 2015, e da assinatura de um protocolo de colaboração com a Associação Sete Sóis Sete Luas, que organiza o festival cultural.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta