Faixa Atual

Título

Artista

Background

Boom Festival expõe arte digital NFT de 25 artistas

Escrito por em 12/07/2022

O Boom Festival, que se realiza em Idanha-a-Nova, de 22 a 29 de julho, vai dedicar parte da sua programação a uma exposição internacional de obras de arte digital ‘non fungible token’ (NFT).

“Com a curadoria do ‘Art Progression Now’, a exposição coletiva reúne as obras de 25 artistas de 13 nacionalidades, relacionadas com o tema adotado pelo festival este ano: Antropoceno”, lê-se numa nota hoje divulgada.

Os ‘boomers’ podem apreciar e vivenciar desta imersão digital na ‘Envisionary Art Lounge’, uma tenda cheia de ecrãs que irá proporcionar aos visitantes uma outra forma de viver a arte psicadélica.

“Esta galeria de arte nasceu durante o festival de 2002 e desde aí tem-se dedicado a promover a arte psicadélica fazendo, este ano, a ponte com este novo modelo de arte descentralizada na ‘blockchain’, que é a cripto-arte”, explica a nota do Boom Festival.

A tenda que vai ser o centro de toda a imersão digital tem reservado um espaço que faz a ponte entre o físico e o digital, “trabalhando esta ideia de complementaridade numa perspetiva de futuro da arte”.

Paralelamente à exposição foi criado um programa complementar com conferências nas quais se vai explorar em maior profundidade o que é ‘blockchain’, NFT e novos caminhos que os artistas estão a seguir, assim como perceber as oportunidades que este modelo descentralizado pode trazer.

A coleção de NFT estará também disponível na galeria virtual do ‘Rare Effects’, disponível para que ‘boomers’ de todo o mundo possam visitar e comprar as obras de arte em exposição, ‘online’ até dia 15 de agosto.

Com esta exposição o ‘Art Progression Now’ e o ‘Rare Effects’, o primeiro e maior festival de NFT de Portugal, lançam a sua programação deste ano, que aposta em fazer pontes para outros projetos e espaços.

Os NFT, ou ‘non fungible token’, são códigos numéricos com registo de transferência digital que garantem autenticidade aos seus donos. Na prática, eles funcionam como itens colecionáveis, que não podem ser reproduzidos, mas sim transferidos.

A 13.ª edição deste festival bienal que se realiza em Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, vai receber cerca de 41 mil pessoas de 177 nacionalidades. Já o programa deste ano apresenta 21 palcos oficiais, 544 artistas, 181 facilitadores, 69 assistentes e 100 terapeutas. No total, são 894 pessoas que compõem o programa do Boom Festival 2022.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta