Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Eunice Muñoz: Fotobiografia” apresentada na quarta-feira

Escrito por em 11/07/2022

A obra “Eunice Muñoz: Fotobiografia”, organizada por Fátima Morais, que inclui mais de 200 imagens pessoais e profissionais da atriz, que morreu em abril último, é apresentada na quarta-feira na Fundação Gulbenkian em Lisboa.

A sessão, a decorrer no auditório 3 da Fundação, às 17:30, conta com uma intervenção do filho da atriz, António Muñoz, a apresentação da obra pela atriz e encenadora Maria do Céu Guerra, e intervirá ainda Miguel Magalhães, da Fundação Calouste Gulbenkian. Estarão também presentes outros familiares da atriz.

Este livro “recolhe, pela primeira vez, mais de uma centena de fotografias pessoais e profissionais que passam em revista, cronologicamente, toda a vida e a carreira da grande atriz”, afirma a editora.

“Um trabalho de memória, que revisita os momentos mais marcantes, simbólicos e mais dramáticos da vida” de Eunice Muñoz, que morreu no passado dia 15 de abril, aos 93 anos, em Carnaxide, nos arredores de Lisboa.

A fotobiografia, de autoria de Fátima Morais, traça o percurso de Eunice Muñoz “desde as origens artísticas da família à estreia em palco no Teatro Nacional D. Maria II, aos 13 anos, passando também pelos grandes papéis em teatro, cinema e televisão”.

A obra evoca “80 anos de uma carreira brilhante e multifacetada, em que se confrontou com os mais criativos encenadores, autores, realizadores e contracenou com uma legião de grandes atores portugueses”.

Nascida na Amareleja, no distrito de Beja, em 1928, no seio de uma família de atores e performers circenses, Eunice Muñoz estreou-se no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, em 28 de novembro de 1941, na peça “Vendaval”, de Virgínia Vitorino, com a Companhia Rey Colaço/Robles Monteiro.

Este foi o primeiro passo de uma carreira de 80 anos que fechou contracenando com a neta Lídia Muñoz, na peça “A margem do tempo”, em diferentes salas do país, numa digressão, durante o ano passado, que culminou no Nacional D. Maria, em Lisboa, a 28 de novembro de 2021, exatamente 80 anos após a sua estreia no mesmo palco.

Ao longo da carreira, Eunice Muñoz participou em cerca de 200 peças, trabalhou com cerca de uma centena de companhias, segundo a base de dados do Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e, no cinema e na televisão, o seu nome está associado a mais de oito dezenas de produções de ficção, entre filmes, telenovelas e programas de comédia.

A fotobiografia aborda também a vida pessoal da atriz, uma “vida pessoal plena”, que mostra “a construção de uma enorme família”. Eunice Munõz teve seis filhos, de três casamentos. “Este é um livro de amor para memória futura”, salienta a editora Guerra & Paz, que chancela a obra, referindo que foi “um trabalho com o envolvimento direto da família e de Eunice Muñoz, que se despediu dos palcos aos 93 anos”.

A autora da fotobiografia, Fátima Morais, nasceu em Angola, em 1971, e fixou-se em Lisboa, onde frequentou a licenciatura de História, da qual desistiu para concluir Ciências da Comunicação, com especialização em Jornalismo. Trabalhou em rádio, televisão, escreveu programas, magazines, galas, vídeos institucionais, corporativos e publicitários, documentários e até uma série sobre vida selvagem e bem-estar animal.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta