Faixa Atual

Título

Artista

Background

JOP estreia peça de Marta Domingues em Berlim

Escrito por em 05/07/2022

A Jovem Orquestra Portuguesa (JOP) toca no dia 09 de agosto em Berlim, no festival internacional Young Euro Classic, estreando uma peça da compositora Marta Domingues, anunciou hoje aquela estrutura.

A JOP, sob a direção do maestro Pedro Carneiro, apresenta no dia 09 de agosto, às 20:00 locais (19:00 em Lisboa), na Konzerthaus, em Berlim, um programa que inclui “A Criação”, de Haydn, a Sinfonia n.º 9 em ré menor, de Bruckner e, em estreia, “How to Plant a Sound”, da compositora portuguesa Marta Domingues, com cinco jovens solistas da Orquestra dos Navegadores (ON), um dos projetos sociais e inclusivos da Orquestra de Câmara Portuguesa.

Esta é a quarta vez que a JOP participa no Festival Young Euro Classic. A JOP apresenta-se como “a seleção nacional de jovens músicos portugueses, entre os 14 e os 24 anos, sem distinção da origem académica ou capacidade financeira, escolhidos em audições nacionais anuais”.

A JOP já granjeou, além-fronteiras, dois prémios European Composer Music Award, em 2017, para Mariana Vieira, e, em 2019, para João Godinho. “Este prémio é concedido em reconhecimento da melhor estreia mundial, pela organização do Festival Young Euro Classic”, explica a JOP, com sede em Algés, nos arredores de Lisboa.

Entretanto, a partir do próximo dia 25 e até 09 de agosto, decorre, em Algés, o Encontro de Verão JOP, que reúne cerca de 80 jovens músicos. Este encontro promove outros concertos da JOP em Portugal, nomeadamente no Festival de Marvão, no distrito de Portalegre.

“How to Plant a Sound” resulta de uma encomenda da JOP à jovem compositora Marta Domingues, licenciada em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou com Carlos Caires, Carlos Marecos e Jaime Reis, atual orientador, juntamente com Annette Vande Gorne, do seu mestrado em Composição na mesma instituição.

“A sua música tem sido apresentada em contextos como o DME/Lisboa Incomum, Música Viva no Oculto d’Ajuda, em Lisboa, Aveiro Síntese, BoCA – Biennal of Contemporary Arts/Teatro Nacional de São Carlos, Sonorities Belfast, Espace du Son, em Bruxelas, International Confederation of Electroacoustic Music e Monaco Electroacoustique”, acrescentou a JOP.

Marta Domingues recebeu o 1.º prémio Jovens Criadores 2017, na secção musical, e foi-lhe atribuída uma menção honrosa no concurso Métamorphoses, realizado o ano passado, na Bélgica.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta