Faixa Atual

Título

Artista

Background

DGArtes estende prazo para submissão de candidaturas

Escrito por em 30/06/2022

A Direção-Geral das Artes estendeu (DGArtes) até terça-feira às 17:59 o prazo para submissão de candidaturas ao programa de apoio sustentado, depois de terem sido resolvidos os problemas técnicos que afetaram a plataforma, anunciou hoje aquela estrutura.

“Após resolução dos problemas técnicos que afetaram o acesso à Plataforma de Gestão de Apoios às Artes, cujo funcionamento já se encontra normalizado, a DGArtes informa que, por sua proposta e despacho do senhor ministro da Cultura, o novo prazo de submissão de candidaturas aos concursos do programa de apoio sustentado é o dia 05 de julho de 2022 (terça-feira), às 17:59”, adiantou a direção-geral, em comunicado, no qual lamentou o sucedido.

O prolongamento do prazo tinha sido avançado na quarta-feira pelo diretor-geral das Artes, Américo Rodrigues, depois de terem sido verificados problemas técnicos na plataforma de submissão de candidaturas.

“Obviamente lamentamos este problema técnico, estamos a monitorizá-lo e a resolvê-lo”, afirmou Américo Rodrigues a propósito das dificuldades que as estruturas artísticas tiveram desde terça-feira no acesso à plataforma de candidatura.

Em causa está o Programa de Apoio Sustentado às Artes, nas modalidades bienal (2023-2024) e quadrienal (2023-2026), com um montante global de 81,3 milhões de euros, e cujo prazo de candidatura terminava na quarta-feira.

Os concursos bienais têm uma verba total de 20,5 milhões de euros e os concursos quadrienais contam com 60,8 milhões de euros. De acordo com o diretor-geral, na quarta-feira estavam “mais de 400 candidaturas preparadas”, no sistema, mas sem estarem submetidas: “Significa que as pessoas ainda estão a trabalhar nelas, vendo o que está bem ou mal. Submetidas estão mais de 100, de todas as áreas artísticas”, referiu então à Lusa.

“Apelámos para que as pessoas submetessem as candidaturas não nos últimos dias. Foram poucos os que submeteram há três ou quatro dias, mas ficou tudo para estes dias. As plataformas têm de ter capacidade para receber muita informação, mas ultrapassou todos os cálculos que tinham sido feitos”, admitiu.

Américo Rodrigues afirmou que está “em plena construção”, há mais de um ano, uma nova plataforma de acesso aos apoios, que só deverá estar concluída em 2023. “Foi um dos primeiros diagnósticos que fiz quando cheguei aqui. Que tínhamos de construir uma nova plataforma, mas eficaz, mais rápida e que sirva os artistas”, declarou.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta