Faixa Atual

Título

Artista

Background

Credenciação na Rede de Teatros (RTCP) reabre em julho

Escrito por em 24/06/2022

O processo de credenciação de teatros, cineteatros e outros equipamentos culturais na Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP) reabre no dia 01 de julho, anunciou hoje a Direção-Geral das Artes (DGArtes).

De acordo com a DGArtes, num comunicado hoje divulgado, “no próximo dia 01 de julho reabre o processo de credenciação na RTCP, desta vez em regime de permanência e sem interrupções”. “As entidades que pretendam integrar esta rede devem preencher a candidatura em formulário próprio que ficará disponível nos sites da RTCP e da Direção-Geral das Artes”, lê-se no comunicado.

No ano passado, 81 equipamentos culturais de todo o país passaram a fazer parte da RTCP, “sob o compromisso de cooperarem entre si, promovendo o direito à fruição e criação cultural qualificada de toda a população, bem como a circulação da criação artística e as coproduções entre entidades”.

Destes, 39 receberam apoio financeiro para programação. Os equipamentos culturais selecionados receberão entre 50.000 e 200.000 euros anuais, de 2022 a 2025. O concurso de apoio financeiro aos equipamentos culturais credenciados da RTCP tem um montante anual de seis milhões de euros, entre 2022 e 2025, perfazendo um total de 24 milhões de euros.

Na candidatura, os espaços culturais deveriam apresentar as linhas orientadores de uma programação a quatro anos, “calendarizados entre 01 de janeiro de 2022 e 31 de dezembro de 2025”, por ciclos ou temporadas, abrangendo várias artes performativas e podendo ainda incluir, por exemplo, cinema, residências e ações de mediação e de formação.

A DGArtes recorda que “esta modalidade de apoio tem ciclos de abertura bienais, pelo que está previsto um novo concurso já em 2023”, salientando que “o apoio à programação da RTCP, a par da consolidação dos equipamentos credenciados, se reveste de uma importância estratégica no plano do investimento do Estado no setor artístico com uma evidente repercussão na democratização do acesso às artes”.

Atualmente, decorrem “ações de valorização e qualificação de recursos humanos” dos equipamentos culturais credenciados, iniciadas em maio, e que devem durar oito meses. A RTCP foi criada para combater as assimetrias regionais e para fomentar a “coesão territorial no acesso à cultura e às artes em Portugal”.

O Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, o Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, o Coliseu do Porto, o Teatro das Figuras, em Faro, o Teatro Municipal de Ourém e o Cineteatro Curvo Semedo, em Montemor-o-Novo, são alguns dos equipamentos que fazem parte desta rede.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta