Faixa Atual

Título

Artista

Background

Rui Catarino nomeado presidente do D. Maria II

Escrito por em 22/06/2022

O até aqui vogal da administração do Teatro Nacional D. Maria II Rui Catarino vai assumir a presidência daquele órgão, na sequência da saída de Cláudia Belchior, com Sofia Campos a entrar para vogal, anunciou o Governo.

Em comunicado, o Ministério da Cultura indicou que Rui Catarino e Sofia Campos assumem funções no dia 01 de julho, até ao final do mandato corrente, que termina em dezembro do próximo ano.

No mês passado, Cláudia Belchior pediu renúncia por sentir que “foram completados” os objetivos a que se propôs. Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, e pós-graduado em Gestão Cultural nas Cidades pela INDEG Business School/ISCTE, Rui Catarino é vogal do conselho de administração do D. Maria II desde 2016, sendo professor na Escola Superior de Teatro e Cinema desde 2008.

“Conta com mais de 20 anos de experiência no setor cultural, tendo exercido funções de produção no Novo Grupo de Teatro e de gestão no São Luiz Teatro Municipal, no OPART – Organismo de Produção Artística (vogal do conselho de administração, 2010-2011), na Fundação de Serralves (assessor da direção-geral, 2011), em Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura (membro da equipa de direção executiva) e na EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, da qual é quadro desde 2005 (assessor do conselho de administração, 2015-2016)”, pode ler-se na biografia disponibilizada pelo Ministério da Cultura.

A mesma biografia recorda que Rui Catarino foi assessor dos gabinetes da vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa e da Secretaria de Estado da Cultura do Governo de Pedro Passos Coelho. Catarino foi também sócio cofundador do Canal 180.

Antiga diretora artística da Companhia Nacional de Bailado, Sofia Campos formou-se em Dança, pela Escola Superior de Dança, em Gestão das Artes na Cultura e Educação, pela Escola Superior de Educação Jean Piaget, e é mestre em Práticas Culturais para Municípios pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Desde outubro do ano passado que é gestora do projeto de investimento de requalificação do Teatro Nacional D. Maria II, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). No mesmo teatro nacional de Lisboa foi vogal da administração entre 2015 e 2018.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta