Faixa Atual

Título

Artista

Background

Muse levam milhares a voltar ao Rock in Rio

Escrito por em 18/06/2022

A diversão e a música, principalmente a dos Muse, determinaram que muitos se deslocassem hoje ao Rock in Rio Lisboa, que voltou a ‘assentar arraiais’ no Parque da Bela Vista após uma pausa forçada de quatro anos.

Pelas 16:30, já estavam milhares de pessoas espalhadas pelo recinto, onde além de vários palcos há uma roda gigante, um ‘slide’ e uma série de ‘stands’ de marcas com atividades e distribuição de brindes – de lenços e chapéus a garrafas de leite e queijos, passando por sofás insufláveis.

Acabados de entrar no recinto, Beatriz e Renato esperam divertir-se “imenso, aproveitar o ambiente e aproveitar para ouvir música”. Os Muse são a banda que mais querem ver em palco e será durante o concerto da banda que Beatriz irá entrar num novo ano de vida. “Faço anos à meia-noite e é a minha primeira vez no Rock in Rio, acho que vai ser [uma noite] muito bem passada”, contou à Lusa.

Tal como praticamente todo o público, nenhum dos dois traz máscara. “Sinceramente não estou muito preocupada agora [com a covid-19]. Estamos ao ar livre por isso acho que as pessoas já se estão a começar a esquecer disso, já começa a ser normal”, disse, secundada por Renato: “desde que esteja tudo ao ar livre e estejamos todos em segurança, acho que não há muitas preocupações”.

A covid-19 também já não é algo que preocupe Maria, estreante em festivais de música. “Não deu para vir antes por causa da covid, mas até agora está a ser muito bom. Estou à espera de boa música e de me divertir imenso”, partilhou com a Lusa algumas horas depois de entrar no recinto.

Embora também na adolescência, como Maria, para Edgar esta já é a segunda vez num grande festival de música. Na companhia do pai, Ricardo, Edgar espera hoje “um grande concerto” dos Muse.

A banda liderada por Matt Bellamy une os dois, embora o que os tenha levado a comprar bilhete tenham sido os Foo Fighters, “que tiveram a infelicidade de o baterista ter morrido”, acabando por cancelar a digressão que incluía o concerto em Portugal.

“Mas felizmente conseguiram [a organização do festival] encontrar uma alternativa muito boa e ficamos muito felizes também por ter oportunidade de ver esta banda”, afirmou. Neste regresso aos festivais, Ricardo espera “boa música, bom ambiente, muita alegria e passar um bom bocado em família”.

Este pai assume que “há sempre um bocado” de preocupação com a covid-19. “Mas aos bocadinhos estamos a largar a coisa, felizmente. Agora as preocupações são outras. Mas com algum cuidado e algum distanciamento, que vai ser um pouco difícil, corre bem”, referiu.

Tal como Ricardo e Edgar, também Carlos e Sofia tinham comprado bilhete para o Rock in Rio Lisboa por causa dos Foo Fighters. “Mas como já estávamos a ressacar por um festival viemos à mesma. Também gostamos de Muse, portanto…”, disse Sofia. Hoje esperam “diversão, música e matar as saudades” de um festival. Preocupações com a covid-19? “Nada”.

Os Muse encerram hoje o Palco Mundo, o maior do festival, onde atuam também Xutos & Pontapés, Liam Gallagher e The National. Nos restantes palcos atuam, entre muitos outros, Zanibar Aliens, Ego Kill Talent, The Black Mamba, Linda Martíni, Izal e Moullinex & Xinobi, Bombino, Sara Correia, Vado, Loreta KBA, Goband e The Group. O 9.º Rock in Rio Lisboa realiza-se também no domingo e nos dias 25 e 26 de de junho. A ‘cidade do rock’ abre às 12:00 e encerra às 02:00, em cada um dos quatro dias de festival.

Fotografia dos Xutos & Pontapés gentilmente cedida pela organização.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta