Faixa Atual

Título

Artista

Background

Beira Rio mobiliza 700 músicos e bailarinos

Escrito por em 14/06/2022

Cerca de sete centenas de músicos e bailarinos do Orfeão de Leiria atuam na sexta edição do festival Beira Rio, cujo programa de três dias compreende mais de meia centena de momentos artísticos em vários espaços junto ao rio Lis.

De sexta-feira a domingo, as escolas de música e de dança do Orfeão de Leiria mostram-se em cinco palcos distintos da cidade, desde a principal sala, o Teatro José Lúcio da Silva, ao Jardim Luís de Camões, passando pelo Museu de Leiria, Igreja de Santo Agostinho e Moinho do Papel, todos instalados a poucos metros do Lis.

“É uma verdadeira maratona, um momento de festa para alunos, famílias, professores e toda a equipa do Orfeão, que mostra aqui todo o trabalho que fazemos na música e na dança, a nível de conjunto e individual, com orquestras e coros”, explicou à agência Lusa o presidente da instituição.

Para Vítor Lourenço, o festival Beira Rio é “a demonstração de toda a capacidade criativa e artística” do Orfeão, em vários palcos “abertos à comunidade”, numa celebração que também se integra no processo de formação das centenas de alunos inscritos.

“É um momento muito importante para quem está a aprender, porque vão apresentar-se em público, para saberem o que é estar em palco, com gente a assistir. É uma mostra cultural do que produzimos, com um papel educativo relevante”, sublinhou.

A relação com o rio é também importante para a organização, que procura no festival sensibilizar para “as questões ambientais, passando uma mensagem de sustentabilidade, sobre a necessidade de preservação da água e do rio”, afirmou Vítor Lourenço.

O festival começa na sexta-feira, às 19:30, no Teatro José Lúcio da Silva, com o espetáculo de abertura “Gentes da nossa terra”, feito a partir da dança e da música da Orquestra de Cordas do Orfeão de Leiria.

Durante sábado e domingo, sobem aos vários palcos instalados no Jardim de Santo Agostinho, Museu de Leiria, Igreja de Santo Agostinho e Moinho de Papel as diversas classes de instrumento e formações da escola de música e escola de dança, do conservatório sénior e ainda várias formações do Orfeão, como a Big Band, Orquestra de Sopros, Orquestra de Flautas, Orquestra de Cordas e Orquestra de Guitarras, entre outros. O encerramento cabe a um grupo convidado, a fanfarra Tokifoge.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta