Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Praça da Canção” de Alegre mote de sessão em Coimbra

Escrito por em 31/05/2022

O manuscrito da obra “Praça da Canção”, da autoria de Manuel Alegre, é o mote para uma sessão comentada a realizar na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC), a 13 de junho, disse o diretor da instituição.

“Será mostrado e comentado o manuscrito da “Praça da Canção” do Manuel Alegre. É um tesouro, uma das obras de referência de um poeta grande, composta ainda num tempo de ditadura [foi editada em 1965]”, disse ao jornalista José Luís Sousa, da Lusa, João Gouveia Monteiro.

A sessão promovida pela instituição e pela Liga dos Amigos da Biblioteca Geral, agendada para as 18:00, será conduzida por Maia do Amaral, diretor-adjunto da BGUC e por António Pedro Pita, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), profundo conhecedor da história do século XX e da resistência antifascista.

Para além dos comentários sobre o manuscrito e de um convite ao próprio Manuel Alegre para estar presente, a sessão incluirá a história de uma fotografia “que era uma espécie de senha para ele saber, no exílio, que o livro tinha sido publicado”, notou João Gouveia Monteiro.

“Como havia coisas que não se podiam dizer por causa da censura, havia uma fotografia que servia de senha, como o “E Depois do Adeus” [a canção com letra de José Niza e música de José Calvário, interpretada por Paulo de Carvalho] serviu de senha para o 25 de Abril, para o Manuel Alegre ficar a saber que a empreitada tinha chegado ao fim”, acrescentou o diretor da BGUC.

O livro de poemas, escrito pelo poeta, hoje com 86 anos, que foi Prémio Camões em 2017 e é uma das figuras históricas do Partido Socialista, foi reeditado em 2015, altura em que completou 50 anos de existência.

A primeira edição de “Praça da Canção” foi proibido e apreendido pela PIDE, a polícia política do antigo regime, tendo circulado clandestinamente, nomeadamente entre os estudantes da Universidade de Coimbra.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta