Faixa Atual

Título

Artista

Background

Cooperativa Oficina com nova direção artística

Escrito por em 25/05/2022

A Oficina, cooperativa responsável pela gestão dos espaços culturais de Guimarães, distrito de Braga, tem uma nova direção artística composta por três elementos.

Rui Torrinha passa a ser diretor artístico para as Artes Performativas, Marta Mestre assume o cargo de diretora artística para as Artes Visuais, enquanto Catarina Pereira é a nova diretora artística para as Artes Tradicionais.

A composição da nova direção artística d’A Oficina foi revelada durante a apresentação do projeto para a criação de um Plano Estratégico Municipal para a Cultura, que decorreu no Teatro Jordão, em Guimarães.

Esta alteração acontece na sequência da saída, em março deste ano, de Fátima Alçada, da direção artística da cooperativa, no âmbito de “um processo de reestruturação”. Segundo o município de Guimarães, esta nova direção artística estabelece “a interligação de um ecossistema cultural para Guimarães e complementa a renovação na estrutura d’A Oficina, com o objetivo de afirmar a instituição de ‘banda larga’, através de um plano coletivo e que envolve toda a equipa no cruzamento disciplinar da programação”.

“Existe a possibilidade de criarmos pensamento através de diversos pontos e a forma como se relacionam entre si, como se relacionam com o território, com as associações culturais ou com os criadores, e encarar a forma como tudo se interliga na estratégia municipal para a cultura e, também, do ponto de vista artístico e das diferentes equipas d’A Oficina que assume um papel importante na estratégia cultural de Guimarães”, salientou o vereador da cultura da autarquia, Paulo Lopes Silva.

A Oficina é responsável pela gestão de vários espaços culturais de Guimarães: Centro Cultural Vila Flor, Centro Internacional de Artes José de Guimarães, Casa da Memória, Teatro Oficina e Palácio Vila Flor.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta