Faixa Atual

Título

Artista

Background

Guimarães aposta em Plano Estratégico para a Cultura

Escrito por em 24/05/2022

Guimarães apresentou hoje o projeto para a criação de um Plano Estratégico Municipal para a Cultura para a próxima década, a ser desenvolvido durante os próximos 12 meses e que vai envolver a comunidade.

O plano estratégico vai ser elaborado ao longo dos próximos 12 meses “de forma colaborativa com os agentes do território”, pela Universidade do Minho, pelo Observatório de Políticas de Ciência, Comunicação e Cultura, pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade e pelo Instituto de Ciências Sociais.

A apresentação do projeto “Dinâmicas Culturais de Guimarães dez anos depois da CEC [Capital Europeia da Cultura]’12: Contributos para a elaboração do Plano Estratégico Municipal Cultura Guimarães 2032” decorreu no Teatro Jordão, em Guimarães, distrito de Braga, e contou com a presença do vereador da Cultura, Paulo Lopes Silva, e do professor e investigador da Universidade do Minho Manuel Gama.

Manuel Gama, que vai liderar a equipa multidisciplinar de 10 investigadores, explicou que o projeto vai ter duas etapas: a primeira incidirá sobre o diagnóstico das dinâmicas culturais, 10 anos após a CEC, entre as quais os investimentos e o “perfil dos públicos da cultura”, enquanto a segunda será o acompanhamento técnico-científico do processo coletivo de elaboração do plano estratégico, durante a qual será ouvida e envolvida a população.

“Pensar política cultural sem pensar nos públicos não faz sentido”, frisou o investigador. Para Manuel Gama, o objetivo é o de “definir estratégias, eixos” de atuação e “metas especificas” que possam, posteriormente, ser postas em prática, sublinhando que “não é possível criar planos estratégicos para ficar na gaveta”.

Nesse sentido, alertou para a necessidade de recursos financeiros para implementar no terreno as estratégias e as políticas culturais que vierem a ser definidas, em função das conclusões do Plano Estratégico Municipal para a Cultura, que estará concluído em 2023.

Apresentar o contexto cultural municipal, avaliar os impactos dos investimentos municipais na cultura, analisar as estratégias dos espaços, equipamentos e de eventos culturais âncora para o diálogo, o envolvimento, a fidelização, a captação e a formação de públicos, são alguns dos objetivos traçados pelos investigadores.

Esta equipa multidisciplinar vai também caracterizar os perfis dos públicos da cultura, estudar o grau de satisfação sobre as dinâmicas culturais municipais e identificar potenciais públicos.

Para o vereador da Cultura do município de Guimarães, Paulo Lopes Silva, a palavra-chave deste projeto é “ecossistema”, em que vai haver troca e partilha de pensamentos entre todos os envolvidos, sublinhando a importância de “ouvir, escutar” a comunidade, fazer o diagnóstico das dinâmicas culturais de Guimarães, para, a partir daí, desenvolver no terreno a estratégia definida. O projeto vai ter uma apresentação pública a 7 de junho.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta