Faixa Atual

Título

Artista

Background

Sete Sóis Sete Luas em Castro Verde com música e arte urbana

Escrito por em 10/05/2022

Dois concertos da 7Sóis Tarrafal Orkestra, espetáculos de circo e arte urbana vão marcar o 30.º Festival Sete Sóis Sete Luas na vila alentejana de Castro Verde, no distrito de Beja, entre domingo e setembro.

Este ano, em que se comemora o centenário do escritor José Saramago, que “inspirou e continua a inspirar esta viagem de encontro entre povos e culturas”, a vila “inicia uma nova fase da relação” com o festival, referiu a Câmara de Castro Verde, em comunicado enviado à imprensa.

Por isso, o festival na vila, que costumava decorrer em setembro, este ano vai prolongar-se por cinco meses, “unindo a primavera e o verão”, com várias ofertas de manifestações artísticas e culturais do Mediterrâneo e do mundo lusófono, como música, circo e artes plásticas, explicou o município.

O festival vai começar no domingo, às 19:00, no Anfiteatro Municipal de Castro Verde, com o espetáculo de bicicleta acrobática “Kalabazi” da artista experimental e de circo, mulher-palhaço e atriz brasileira Jessica Arpin.

Segue-se, no dia 19 de junho, a partir das 21:30, no Cineteatro Municipal de Castro Verde, o espetáculo de circo “El Último Bufón” do ator e palhaço espanhol Leo Bassi, “mundialmente reconhecido pelas suas extravagantes atuações no teatro e pelas suas ações provocadoras”.

Os dois concertos da 7Sóis Tarrafal Orkestra, a nova produção original do festival e oriunda de Cabo Verde, vão decorrer no dia 24 de julho, sendo o primeiro, solidário, às 11:00, em local a determinar, e o segundo às 19:00, no anfiteatro municipal.

Entre os dias 04 e 08 de setembro, o artista Sept (La Reunión) vai estar em Castro Verde para criar uma obra de arte urbana. A edição deste ano do Festival Sete Sóis Sete Luas é promovida por uma rede cultural composta por 30 vilas e cidades de 10 países do Mediterrâneo e do mundo lusófono onde decorre, nomeadamente Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal e Tunísia.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta