Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Mentira” no centro de novos livros da Guerra & Paz

Escrito por em 09/05/2022

A “mentira” está no centro de novos livros a editar pela Guerra & Paz, designadamente “Uma Família de Mentirosos”, de E. Lockhart, a sair na terça-feira, e os ensaios “A Decadência da Arte de Mentir”, de Mark Twain, e “A Decadência da Mentira: Uma Reflexão”, de Oscar Wilde.

Estes são publicados num mesmo volume, na coleção ”Livros Amarelos”, com apresentação e notas biográficas do editor Manuel S. Fonseca. Os títulos de Twain e Wilde foram traduzidos por Sónia Graça; o de Lockhart, por Elsa T. S. Vieira, e trata-se de uma de prequela do romance “Quando Éramos Mentirosos” (2014), da mesma autora. E. Lockhart é o pseudónimo de Emily Jenkins, doutorada em Literatura Inglesa pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, autora de “História de uma Fraude”.

Quanto aos ensaios, o norte-americano Mark Twain, pseudónimo de Samuel Langhorne Clemens (1835-1910), argumenta que “mentir é uma necessidade das nossas circunstâncias”, enquanto o irlandês Oscar Wilde (1854-1900) defende que “a única forma de mentir que é absolutamente irrepreensível é mentir pelo prazer de mentir, e a mais perfeita demonstração disto é, Mentir em Arte!”.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta