Faixa Atual

Título

Artista

Background

“Dá raiva olhar para trás” em maio no Cartaxo

Escrito por em 21/04/2022

A peça “Dá raiva olhar para trás”, do dramaturgo britânico John Osborne, com encenação do realizador e encenador Frederico Corado, estreia no dia 5 de maio, na Galeria José Tagarro, no Cartaxo.

“Dá raiva olhar para trás” tinha estreia prevista para o próximo dia 29, no Centro Cultural do Cartaxo, e a produtora foi obrigada a procurar outro local para a peça, devido ao encerramento do centro, na sequência das inundações de 14 de abril, refere a Área de Serviço – Associação de Criação Artística, em comunicado.

A peça será apresentada na Galeria José Tagarro, pintor natural do Cartaxo (1902-1931), um edifício situado nas traseiras da autarquia local, onde a peça tem sido ensaiada. No ano em que celebra o 10.º aniversário, a Área de Serviço quis “apostar num dos maiores clássicos do teatro britânico, numa encenação de Frederico Corado com o regresso ao palco do ator Joel Branco”.

Escrita e estreada originalmente em 1956, “Dá Raiva Olhar para Trás” (“Look Back In Anger”, no título original) é, para a Área de Serviço, no seu 10.º aniversário, “um texto essencial e um passo obrigatório”.

Aquele projeto de criação artística salienta que John Osborne “escreveu um dos marcos do teatro inglês ao pôr em palco jovens ingleses que não tinham participado na Segunda Guerra Mundial e onde descobriam que as suas consequências não eram promissoras”.

A peça conta a história de um triângulo amoroso, mas “é também um retrato desolado da vida das classes trabalhadoras inglesas no fim os anos 50, e um olhar crítico sobre o sistema de classes”.

A encenação de Frederico Corado conta com as interpretações, além de Joel Branco, de Vânia Calado, João Vitor, Inês Custódio e Gabriel Silva. Além da estreia, “Dá raiva olhar para trás” terá mais seis récitas, nos dias 5, 7, 13, 14, 15 e 27 de maio, sempre às 21:30.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta