Faixa Atual

Título

Artista

Background

UP atribui honoris causa a Francesco Dal Co e Kenneth Frampton

Escrito por em 20/04/2022

A Universidade do Porto atribui o doutoramento honoris causa aos arquitetos Francesco Dal Co e Kenneth Frampton, “figuras da história e da crítica da arquitetura a nível mundial”, que divulgaram internacionalmente a chamada ‘Escola do Porto’.

A atribuição acontece hoje, às 15:00, no Auditório Fernando Távora da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), e terá a vice-diretora da FAUP, Teresa Calix, como mestre-de-cerimónias.

Em nota publicada no ‘site’, a Universidade do Porto destaca o “amplo trabalho” que os arquitetos vêm desenvolvendo “no plano da história, teoria e crítica de arquitetura, de enorme relevância e impacto internacionais”.

É também reconhecido o seu contributo “para a disseminação e reconhecimento da arquitetura portuguesa, nomeadamente da chamada ‘Escola do Porto’, através da particular ênfase que sempre conferiram à obra de Fernando Távora, Álvaro Siza e Eduardo Souto Moura”.

Estes dois últimos, os únicos arquitetos portugueses distinguidos com o Prémio Pritzker, o mais importante prémio internacional de arquitetura, apadrinham os doutorandos. Álvaro Siza será o padrinho de Kenneth Frampton, cujo elogio será feito pelo professor Rui Jorge Ramos.

Francesco Dal Co será apadrinhado por Eduardo Souto Moura, cabendo ao professor Carlos Machado o elogio. Nascido em Itália, em 1945, Francesco Dal Co formou-se em Arquitetura pelo Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza, onde é professor emérito.

Lecionou na Faculdade de Arquitetura de Yale e na Academia de Arquitetura da Universidade da Suíça Italiana. Foi diretor da Secção de Arquitetura da Bienal de Veneza, entre 1988 e 1991, e curador do Pavilhão Nacional do Vaticano, em 1998.

Além de professor, foi historiador e crítico de arquitetura, tendo escrito vários livros e artigos, destacando-se “as várias edições especiais dedicadas às obras de Fernando Távora, Álvaro Siza e Eduardo Souto Moura que promoveu na qualidade de editor da revista Cassabella (desde 1996), e responsável da editora Electa (desde 1976)”.

É Doutor Honoris Causa pela Universidade de Gent, membro honorário do Royal Institute of British Architects, membro da Accademia Nazionale di San Luca e sócio honorário da Casa da Arquitetura.
Kenneth Frampton, arquiteto, crítico e professor nascido no Reino Unido, em 1930, é graduado em Arquitetura pela Architectural Association School of Architecture, em Londres.

Ao longo da carreira, escreveu vários livros e ensaios sobre arquitetura e é professor emérito na Graduate School of Architecture, Planning and Preservation da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Foi também professor na ETH Zurich, EPF Lausanne, Accademia di Architettura Mendrisio e Royal College of Arts, em Londres. Doutor honoris causa por várias universidades e ‘honorary fellow’ do Royal Institute of Brithish Architects (RIBA), recebeu, em 2021, o título de Comandante da Ordem do Império Britânico. Já este ano, foi agraciado com a Thomas Jefferson Foundation Medal in Architecture.

Foi distinguido com o Prémio Carreira Trienal de Lisboa, em 2013, e é agora reconhecido também pelo “papel fundamental na divulgação e reconhecimento da arquitetura portuguesa e, em particular, da obra de Álvaro Siza”, destacando-se a monografia “Alvaro Siza: Complete Works” (Phaidon Press, 1999/2000) e “Álvaro Siza: A Pool in the Sea – In conversation with Kenneth Frampton” (Actar, 2018).


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta