Faixa Atual

Título

Artista

Background

Dia dos Monumentos e Sítios assinalado com 389 eventos

Escrito por em 14/04/2022

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, na próxima segunda-feira, é assinalado com 389 iniciativas em todo o país, de concertos a visitas e tertúlias, sob o tema “Património e Clima”.

O tema “Património e Clima” foi proposto pelo Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS) e, segundo divulgação da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), tem “a finalidade de reconhecer o potencial do património cultural na construção de uma ação climática inclusiva, transformadora e justa, através da salvaguarda de todos os tipos de património cultural contra os impactos climáticos adversos, da construção de respostas informadas a situações de desastre, da implementação de um desenvolvimento sustentável resiliente ao clima, numa perspetiva de equidade e justiça”.

O relatório anual do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas das Nações Unidas considera que “as emissões de gases com efeito de estufa estão no nível mais alto de sempre. A permanecer inalteradas, colocam o planeta na rota de um aquecimento global catastrófico e de uma sequência de alterações climáticas extremas, com impactos severos sobre as pessoas e os ecossistemas”.

Neste sentido, entre centenas de iniciativas, na Covilhã, no distrito de Castelo Branco, o município vai realizar um conjunto de iniciativas e de ações de sensibilização do público, presenciais e ‘online’, que vão decorrer de segunda-feira até dia 21, no âmbito do projeto “Covilhã, Cidade Criativa”.

Os alunos do Curso Profissional Técnico de Multimédia da Escola Secundária Quinta das Palmeiras, na cidade beirã, simularam, com recurso à manipulação de imagem, “o impacto catastrófico” que as alterações climáticas poderão provocar, no futuro, sobre vários espaços e monumentos, e as imagens serão divulgadas, na segunda-feira, nos canais oficiais do município. Ainda na região centro, no município de Alvaiázere, distrito de Leiria, realiza-se uma ação de limpeza em alguns sítios de interesse patrimonial do concelho.

Em Alcáçovas, no concelho de Viana do Alentejo, no distrito de Évora, no Paço dos Henriques, chama-se à atenção para a importância da água, como recurso escasso, com visitas ao “Jardim das Conchas”, onde “o circuito hidráulico existente automatizava a distribuição da água, conduzida pelo aqueduto aéreo até ao tanque, de onde era encaminhada pelos canais de irrigação”.

Também no Alentejo, em Almodôvar, no distrito de Beja, realiza-se uma tertúlia, intitulada “Conversando o Património”, visando debater os métodos tradicionais de construção, materiais, usos, persistências, resultados ambientais, “e outras coisas mais”.

Na Horta, capital da ilha açoriana do Faial, a iniciativa intitula-se “Império dos Nobres”, oficialmente referido como “Império de Reconhecimento e Beneficência” que foi instituído por uma decisão dos faialenses aquando da erupção vulcânica de 1672, que ocorreu entre as freguesias da Praia do Norte e do Capelo.

“Um voto, que se mantém até aos dias de hoje, manifesta-se no compromisso perpétuo de a Câmara da Horta, anualmente, organizando uma procissão, missa e distribuição de esmolas, de modo a assinalar essa catástrofe natural”, neste dia, durante a tarde, a edilidade propõe dar a conhecer a sua história.

Em Mafra, nos arredores de Lisboa, são promovidas visitas orientadas aos corredores dos órgãos e terraços do Palácio Nacional, edificado há 300 anos. A visita vai percorrer “espaços de acesso restrito” e facilitando o acesso aos mecanismos dos relógios.

O Museu Militar do Porto promove um ‘peddy paper’ para crianças entre os 6 e os 12 anos, que permitirá percorrer as suas coleções. Em Tomar, no distrito de Santarém, o Convento de Cristo, monumento classificado pela UNESCO, realiza-se, das 11:00 às 15:30, “visitas orientadas sob a temática DIMS 2022 – O clima, identificar os elementos arquitetónicos e funcionais de recolha e armazenamento de água (gárgulas, fontes, cisternas e aqueduto do Convento” que foi sede dos cavaleiros templários e de Cristo.

A partir das 15:00 realizam-se “ateliês lúdicos” sobre “as plantas do Convento do passado e do presente”, visando dar a “conhecer algumas das plantas aromáticas” do convento, “as suas utilizações no passado na gastronomia, bem-estar e terapêuticas, e no presente”.

Os jardins botânicos da capital, o Tropical em Belém e o da Escola Politécnica, no Príncipe Real, promovem, durante a tarde, visitas guiadas, dando a conhecer algumas das suas espécies botânicas, muitas delas apontadas como raras ou únicas na Europa. O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é assim assinalado em praticamente todos os concelhos portugueses.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta