Faixa Atual

Título

Artista

Background

Rogério de Carvalho leva “Und” a Almada

Escrito por em 08/04/2022

A peça “Und”, um texto do dramaturgo britânico Howard Barker, com encenação de Rogério de Carvalho e interpretação de Sandra Hung, terá duas representações, dias 23 e 24, no Teatro Municipal Joaquim Benite (TMJB), em Almada.

O espaço cénico fixa-se num tabuleiro de chá perante o qual uma mulher, cujo nome dá título à peça, aguarda impaciente pela chegada do amante, que está atrasado. Enquanto aguarda, a personagem recorda como se conheceram ao mesmo tempo que desfia a história dos dois, levando o espectador a questionar se todas as histórias são verdadeiras.

Und vai bebendo o chá enquanto o tempo se esgota, impondo-se a interrogação “será que o amante a abandonou ou ainda aparece”. À medida que a trama se adensa, percebe-se que Und é judia, o amante um oficial nazi e que a ação decorre durante a Segunda Guerra Mundial.

Enquanto nas ruas impera a violência, com tropas alemãs a perseguirem judeus e ciganos, levando-os para campos de concentração, Und continua a inventar desculpas para o atraso do homem por quem está apaixonada, recusando-se a aceitar que também ela está a ser perseguida.

“Und” é um texto escrito em 1999 pelo dramaturgo britânico nascido nos arredores de Londres, em junho de 1946, que também é encenador, poeta, pintor e autor de vários textos sobre teoria de teatro.

Considerado por especialistas um dos mais polémicos dramaturgos britânicos contemporâneos, Howard Barker criou o conceito de “teatro de catástrofe”. Vencedor de galardões como o Prémio Almada de Teatro, atribuído pelo Ministério da Cultura em 2001, ou da edição 2021 do Prémio Nacional de Cultura e Artes atribuído pelo Ministério da Cultura de Angola, Rogério de Carvalho já transpôs para o palco vários textos de Howard Barker.

“Limites/Possibilidades” (1998), “O Tio Vânia” (2000), “Mãos mortas” (2006), “Os europeus” (2009) e “Mulheres Profundas, Animais Superficiais” (2010) contam-se entre as peças de Barker que já encenou com o projeto teatral As Boas Raparigas vão para o céu, as más para todo o lado, de que foi diretor artístico.

“Devagar” (2012), que nesse ano valeu a Rogério de Carvalho a atribuição do Grande Prémio da Crítica de Teatro pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro (juntamente com a encenação de “O Doente Imaginário”, de Molière, para o Ensemble – Sociedade de Actores) e “Und” (2016) contam-se entre os textos de Howard Barker levados à cena por Rogério de Carvalho.

Em cena na sala Experimental do Teatro Joaquim Benite, com récitas no dia 23, às 21:00, e, dia 24, às 16:00, “Und” é uma produção da Artes e Engenhos, uma associação cultural fundada em 2000 no ‘campus’ da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. “Und” tem tradução de Francisco Frazão, desenho de luz e direção técnica de João Chicó, e maquinaria de cena de Daniel Verdades.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta