Faixa Atual

Título

Artista

Background

CNB celebra Dia Mundial da Dança com “La Sylphide”

Escrito por em 07/04/2022

A Companhia Nacional de Bailado (CNB) vai celebrar o Dia Mundial da Dança com a interpretação do bailado clássico “La Sylphide”, a 29 de abril, acompanhada pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, no Teatro Camões, em Lisboa.

Considerado o primeiro bailado romântico da história, volta a subir à cena após 42 anos da estreia pela CNB, na versão coreográfica do mestre de bailado dinamarquês August Bournonville (1805-1879), atualmente dançada em todo o mundo.

Com a colaboração de músicos da Orquestra Sinfónica Portuguesa, sob direção de Vasco Pearce de Azevedo, o espetáculo, com música de Herman Løvenskiold (1815-1870), ficará em cena no Teatro Camões até 13 de maio.

Para além de um total de 10 apresentações agendadas, de entre as quais duas exclusivas para escolas, a CNB promove ainda, em paralelo, um ensaio aberto, um ensaio geral solidário, ateliês de dança para famílias e crianças e uma conversa em torno do bailado.

A coreografia original data de 1832, criada pelo italiano Filippo Taglioni, e estreada na Academia Real de Música, em Paris, com música de Jean Schneitzhoeffer, tornando-se um dos bailados que tem sobrevivido aos desafios do tempo, e passou a integrar o repertório das principais companhias de dança internacionais, sublinha a CNB num comunicado enviado à imprensa.

“La Sylphide” conta a história do escocês James que, “na manhã do seu casamento com Effie, a noiva, é acordado por uma Sylphide, um ser alado por quem se sente imediatamente atraído, e não conseguindo deixar de pensar nela, corre para a floresta para a tentar encontrar e arranjar uma forma desta se tornar humana para que possam viver felizes para sempre”, relata a sinopse.

Ao envolvê-la numa écharpe com a intenção de a trazer para a esfera humana, o belo ser alado morre, num desenlace trágico que expressa os conflitos e inquietações existentes no período Romântico.

Embora alguns dos seus componentes, como a utilização de pontas, de saias compridas de musselina branca e o recurso a personagens que evocam seres sobrenaturais não fossem uma novidade, na época, é com a estreia de “La Sylphide” que estes elementos ganham uma maior dimensão e se tornam sinónimo de bailado romântico.

Em 1836, August Bournonvile criou a sua versão coreográfica com uma nova partitura de Herman Løvenskiold para o Ballet Real da Dinamarca, e foi esta que ficou a fazer parte do repertório da CNB.

A CNB dançou pela primeira vez a versão coreográfica de August Bournonville em 1980, no Teatro Nacional de São Carlos, e apresentou-a pela última vez em 2010, no mesmo teatro, em Lisboa.
De acordo com a companhia, nos dias 05, 07 e 12 de maio, Maria Kochetkova será a bailarina convidada para interpretar o papel principal de Sylphide nesta coreografia.

Kochetkova tem dançado nas principais Companhias de dança internacionais, como o Royal Ballet, de Londres, o English National Ballet, no Reino Unido, ou o San Francisco Ballet, nos Estados Unidos.

Foi distinguida com o Prémio de Dança Isadora Duncan 2008, o Prémio Positano 2017 e o Prémio Benois de la Dance 2018. No dia 13 de abril, pelas 15:00, a CNB abre portas do Teatro Camões, para um ensaio aberto de “La Sylphide”, iniciativa do Programa de Aproximação à Dança da CNB, que permite ao público testemunhar os processos de trabalho da criação artística, entre criadores/ensaiadores e intérpretes.

A 28 de abril, pelas 20:00, irá ser realizado um Ensaio Geral Solidário, no Teatro Camões, cujos donativos reverterão a favor das associações Dignitude, MarcaMundos, QE (Quinta Essência) e Refood de Santa Maria Maior.

Nos dias 23, 24 e 30 de abril, a CNB promoverá ateliês de dança para famílias e crianças dos 3 aos 6 anos, e dos 7 aos 12 anos de idade. A partir do bailado “La Sylphide”, os ateliês “Com Asas nos Pés”, com entrada livre, sujeita a inscrição através do ´site´ da companhia, vão procurar explorar a criatividade e movimento dos mais jovens, com a orientação da bailarina Sílvia Santos.

O ciclo “Vamos Falar de Dança” terá lugar no dia 30 de abril, pelas 17:00, no ´foyer´ superior do Teatro Camões, e organizará uma conversa sobre “La Sylphide”, para promover a partilha de ideias e expectativas entre convidados e público sobre o bailado.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta