Faixa Atual

Título

Artista

Background

GMP promove encontros sobre arte, ciência, música e natureza

Escrito por em 05/04/2022

A Galeria Municipal do Porto (GMP) estreia na sexta-feira a primeira sessão da Galeria Energia, o primeiro projeto da nova direção artística, assumida por Filipa Ramos, que visa promover encontros públicos sobre arte, ciência, música e natureza.

Em comunicado, a Galeria Municipal do Porto revela hoje que Galeria Energia será o “novo programa de encontros públicos” e juntará artistas, cientistas, escritores, músicos e poetas.

A Galeria Energia, o primeiro projeto da nova direção artística assumida por Filipa Ramos, vai desenrolar-se em diferentes espaços da cidade, como bibliotecas, mercados e cinemas, uma vez que a Galeria Municipal do Porto se encontra em obras de “melhoramento e revitalização” desde fevereiro e deverá permanecer encerrada até ao final do ano.

A primeira sessão do projeto será na sexta-feira, dia 8 de abril, com a neurocientista Marta Moita que, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, pelas 19:00, irá abordar e falar sobre a sua investigação sobre o medo.

O projeto terá uma frequência bimensal e assumirá diferentes formatos, como concertos, conferências, passeios e ‘workshops’, nos quais as abordagens refletem “a produção cultural do presente”.

A memoria cultural, a identidade racial e de género são algumas das temáticas que a Galeria Energia vai abordar por forma a estimular “diálogos transdisciplinares” e dar a conhecer “pesquisas artísticas enraizadas nas tradições medicinais e culinárias do Norte” do país.

Articulando-se em quatro “linhas de ação” – Concertos Comentados, Ciência é Arte, Imaginários e Pastos e Pastos – a Galeria Energia terá um ciclo inicial de um ano.

Em Concertos Comentados, artistas como João Pais Filipe, Invernomuto ou Nkisi vão partilhar as suas influências e referencias musicais, já em Ciência é Arte, cientistas como Marta Moita ou Patricia Saragueta vão sair do laboratório e dialogar com o campo da produção cultural.

A importância dos imaginários para desejar a mudança e inventar o futuro da sociedade será abordada através de especialistas do pensamento contemporâneo como Teresa Castro e Saidiya Hartman, em Imaginários, e a descoberta de caminhos entre a natureza e a cidade será guiado por artistas e botânicos como é o caso do projeto A Recoletora.

A participação nos encontros é gratuita, requerendo-se apenas o levantamento do bilhete até 15 minutos antes do seu início no balcão da Galeria Municipal do Porto. Cada pessoa pode requisitar no máximo dois bilhetes, sendo recomendado efetuar a reserva antecipada através do email da galeria.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta