Faixa Atual

Título

Artista

Background

Cerimónia dos Óscares decorre hoje em Hollywood

Escrito por em 27/03/2022

A cerimónia dos Óscares, os prémios norte-americanos de cinema, está marcada para hoje, com “O poder do cão”, de Jane Campion, a liderar as nomeações, numa edição em que Hollywood tenta recuperar a normalidade pré-pandemia.

O filme de Jane Campion, um ‘western’ psicológico protagonizado por Benedict Cumberbatch e estreado na plataforma Netflix, soma 12 nomeações e chega aos Óscares com um rasto de prémios, nomeadamente dos Globos de Ouro, dos BAFTA (Reino Unido), da associação dos realizadores e de várias associações de críticos nos Estados Unidos.

No entanto, esta unanimidade foi quebrada na semana passada com a associação de produtores a atribuir o prémio máximo a “CODA – No Ritmo do Coração”, de Siân Heder para a plataforma Apple TV, que conta a história de uma família de surdos em que a adolescente Ruby é o único membro que consegue ouvir.

Ambos estão nomeados para o Óscar de Melhor Filme, juntamente com “Belfast”, “Não olhem para cima”, “Conduz o meu carro”, “King Richard: Para além do jogo”, “Duna”, “Licorice Pizza”, “West Side Story” e “Nightmare Alley – Beco das Almas Perdidas”.

A propósito de “Nightmare Alley”, de Guillermo del Toro, o designer luso-canadiano Luís Sequeira está nomeado para o Óscar de Melhor Guarda-Roupa. Para o Óscar de Melhor Realização estão indicados Jane Campion, Kenneth Branagh, Paul Thomas Anderson, Ryusuke Hamaguchi e Steven Spielberg.

Na contagem geral de candidatos aos Óscares, destaque ainda para dois filmes não ingleses: A produção japonesa “Conduz o meu carro” e a dinamarquesa “Flee – Em Fuga”. “Conduz o meu carro”, de Ryusuke Hamaguchi, está nomeado para quatro Óscares, nomeadamente Melhor Filme, Melhor Realização, Melhor Filme Internacional e Melhor Argumento Adaptado.

“Flee – Em Fuga”, de Jonas Poher Rasmussen, é candidato nas categorias de Melhor Filme Internacional, Melhor Documentário e Melhor Filme de Animação. Para o Óscar de melhor ator principal estão nomeados Javier Bardem (“Being the Ricardos”), Benedict Cumberbatch, Andrew Garfield (“Tick, Tick… Boom!”), Will Smith (“King Richard: Para Além do Jogo”) e Denzel Washington (“A Tragédia de Macbeth”).

Na categoria feminina surgem Jessica Chastain (“Os Olhos de Tammy Faye”), Olivia Colman (“A Filha Perdida”), Penélope Cruz (“Mães Paralelas”), Nicole Kidman (“Being the Ricardos”) e Kirsten Stewart (“Spencer”).

Depois de uma edição cheia de constrangimentos por causa da covid-19, a 94.ª edição decorrerá hoje aliviada de algumas restrições, embora seja exigido teste PCR a todos os que entrarem no Teatro Dolby, em Los Angeles (Califórnia).

A apresentação da cerimónia, que terá transmissão televisiva na RTP, será apresentada por Amy Schumer, Regina Hall e Wanda Sykes. Para agilizar a cerimónia e melhorar as audiências, apesar dos protestos em Hollywood, alguns prémios serão atribuídos em diferido, nomeadamente nas categorias de Direção de Arte, Som e Banda Sonora Original.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta