Faixa Atual

Título

Artista

Background

Espetáculo musical convoca crianças e jovens para a democracia

Escrito por em 21/03/2022

Um espetáculo musical que se estreia na quinta-feira, em Lamego, vai convocar crianças e jovens de todo o país para a ideia e a prática da democracia, envolvendo autarquias, escolas e cineteatros.

Até 17 de junho, o espetáculo “Mais Alto!” terá 46 sessões gratuitas em todo o país, no âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. A cidade de Lamego é a primeira paragem do espetáculo, que “celebra o poder da palavra e da música, partindo do cancioneiro em língua portuguesa para sensibilizar crianças e jovens para a ideia e a prática da democracia”, refere uma nota da Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril.

O espetáculo foi criado por Afonso Cabral, Francisca Cortesão, Inês Sousa, Isabel Minhós Martins e Sérgio Nascimento, e “apresenta-se como uma viagem, pelo tempo e pelo espaço, para descobrir algumas das músicas que precisamos de cantar (bem alto!) para nos fazermos ouvir”, avança.

Em palco, a democracia é celebrada “como um encontro entre todas as pessoas para construir uma sociedade melhor, um lugar de liberdade, onde há espaço para diferentes vozes e opiniões”.

Segundo a Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, as crianças e os jovens “são incentivados a proteger e valorizar este chão comum, a prestar atenção ao que se passa à sua volta, a arregaçar as mangas e a nunca baixar a guarda”.

“Ao seu lado, estão e sempre estiveram as canções, a dizer que temos direito a cuidados de saúde de qualidade, a salários justos e a um ambiente saudável, que queremos igualdade entre homens e mulheres, que não toleramos o racismo”, acrescenta.

A comissão salienta que, como “o mundo está sempre a mudar e novos desafios estão sempre a aparecer, a democracia nunca está pronta ou acabada”, exigindo “cuidado permanente” e a intenção de “chegar mais longe, chegar mais alto”.

Durante o mês de março, o espetáculo será também apresentado em Pombal, Ponte de Lima e Barcelos, seguindo depois para outras localidades. Até 17 de junho, terá 46 sessões, em 29 localidades do país, de Ponte de Lima a Loulé.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta