Faixa Atual

Título

Artista

Background

CCB promove concerto e recolha de bens

Escrito por em 19/03/2022

O Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, vai promover este mês um concerto pela Ucrânia e uma recolha de bens para o Centro Cultural de Lviv, com o qual criou “uma ponte cultural”.

Num comunicado divulgado no seu ‘site’ oficial, o CCB lembra que o Centro Cultural de Lviv “foi transformado em posto de operações de logística e ajuda humanitária”. “A necessidade de fazer chegar a Lviv bens que lhes são escassos fez com que o CCB esteja a organizar uma campanha de recolha de bens, que terá lugar de 26 a 30 de março, na Tenda do CCB”, lê-se no comunicado, no qual é referido que, “numa demonstração de solidariedade pela paz na Ucrânia, a Fundação CCB criou uma ponte cultural com o Centro Cultural de Lviv”.

No âmbito da campanha de recolha de bens, o CCB vai promover, no dia 29 de março, um concerto com músicos portugueses, para angariação de fundos, com as receitas a reverterem a favor da Cruz Vermelha Portuguesa.

Para este espetáculo, o CCB convidou “vários artistas a colaborarem e a apresentarem-se em duo”. “Nomes como Mário Laginha, que atuará a solo e em duo com Cristina Branco, Filipe Raposo e Ricardo Ribeiro, Salvador Sobral e André Santos, Júlio Resende, Ricardo Toscano e João Barradas, Bruno Pernadas e Margarida Campelo, Filipe Melo e João Moreira, Daniel Bernardes e Desidério Lázaro, e ainda a pianista Joana Gama, darão corpo a este concerto pela Ucrânia”, lê-se no comunicado.

O concerto, marcado para as 19:00, vai ser transmitido em direto para Lviv, numa parceria com a RTP Palco, “o que permitirá chegar a uma audiência ainda maior e numa geografia mais alargada”. O “centro operacional e logístico” para recolha de bens funcionará entre as 09:00 e as 21:00, entre 26 e 30 de março, em parceria com várias entidades, entre as quais a Associação dos Ucranianos em Portugal.

A lista de produtos necessários pode ser consultada no ‘site’ do CCB. É também através desta página ‘online’ que podem ser comprados os bilhetes para o concerto e que os interessados em ajudar “na logística da recolha, separação e embalagem dos bens doados” podem inscrever-se.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou pelo menos 847 mortos e 1.399 feridos entre a população civil, incluindo mais de 140 crianças, e provocou a fuga de cerca de 5,2 milhões de pessoas, entre as quais mais de 3,3 milhões para os países vizinhos, indicam os mais recentes dados da ONU.

Segundo as Nações Unidas, cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia. A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta