Candidatura da construção naval a património em discussão

Escrito por em 14/09/2021

A candidatura das técnicas de construção e reparação naval em madeira de Vila do Conde ao inventário nacional do património cultural imaterial entrou hoje em período de consulta pública, informou a Direção-Geral do Património Cultural.

Em publicação no Diário da República, o organismo explica que este período de consulta pública terá a duração de 30 dias, sendo que os elementos constantes do processo de inventariação da manifestação podem ser consultados, por via digital, no site da Direção-Geral do Património Cultural.

“As observações em sede da presente consulta pública poderão ser apresentadas, de forma desmaterializada, através daquele sistema, podendo igualmente, em alternativa, ser endereçadas, em correio registado, à Direção-Geral do Património Cultural”, esclareceu o organismo.

A Direção-Geral do Património Cultural explicou, ainda, que decidirá sobre o pedido de inventariação da manifestação das técnicas de construção e reparação naval em madeira de Vila do Conde “no prazo de 120 dias após a conclusão do período da presente consulta pública”.

O processo iniciou-se em 2016, através da Câmara Municipal de Vila do Conde, distrito do Porto, que pretende ver formalmente reconhecida esta secular arte de construção naval que se desenvolve no concelho.

Na altura, a autarquia vila-condense esclareceu que “o pedido de inventário foi registado como salvaguarda urgente, destinado à proteção legal de manifestações em risco de desaparecimento a curto e médio prazo”.

“Desta forma, esperamos poder ajudar a travar o declínio desta atividade ainda tão importante e tão identitária de Vila do Conde, assumindo as ações de salvaguarda e valorização como fundamentais no compromisso entre o Município, os Estaleiros de construção naval de Azurara e Poça da Barca e a comunidade vila-condense”, explicou a Câmara Municipal.

Este primeiro passo de inscrever a arte naval no inventário nacional é um mecanismo indispensável para a candidatura que a autarquia de Vila do Conde pretende fazer, numa fase posterior, à Lista Representativa de Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela convenção da UNESCO.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]