Pianista Vasco Dantas candidato a Artista do Ano

Escrito por em 22/06/2021

O álbum “Poetic Scenes”, do pianista Vasco Dantas, está nomeado, na categoria de Jovem Artista do Ano 2020, da revista alenã Opus Klassik, anunciou esta publicação.

“Poetic Scenes” é o terceiro álbum do pianista de 29 anos, editado no ano passado pela discográfica ARS Produktion, em que gravou repertório do período Romântico, alemão e português, explorando as relações entre eles.

Entre outras obras, Vasco Dantas interpretou “Cenas Infantis”, de Richard Schumann, e “Cenas Portuguesas”, de Vianna da Motta, compositor de formação germânica, derradeiro aluno de Liszt, e peças de outros compositores portugueses como Alexandre Rey Colaço, “Fados para Piano”, Óscar da Silva, “Fado n.º3” e Eduardo Burnay, “Fado n.º4”.

O alinhamento do CD inclui ainda transcrições de “Lieder”, de Schumann, por Carl Reinecke. Entre outros nomeados para os prémios Opus Klassik estão o barítono Gerald Finley, a violinista Hillary Hahn e o violoncelista Daniel Müller-Schott.

O anúncio dos vencedores será feito no próximo dia 10 de outubro, na “Konzerthaus”, de Berlim. Vasco Dantas, natural do Porto, licenciou-se em Música com “1.ª classe e distinção” no London Royal College of Music, no Reino Unido.

O pianista venceu vários concursos, designadamente, o Concurso Interno de Piano do Conservatório de Música do Porto, em 2003, 2006 e 2009, a competição Maestro Ivo Cruz, em 2004 e 2008, e os concursos Marília Rocha, em 2006, do Real Clube Náutico de Vigo, em Espanha, em 2006 e 2010, o concurso Internacional de piano do Alto Minho, em 2007, e a competição Elisa Pedroso, em 2009, entre outros.

Em 2011, estreou-se como pianista, na Casa da Música, no Porto, com um recital a solo. Vasco Dantas já tocou com a Orquestra Sinfónica do Porto, entre outras, e trabalhou com maestros como Martin André, Günter Neuhold, Nicholas Kok e Pedro Neves.

Com Adriana Ferreira (flauta) e Rui Lopes (fagote), Vasco Dantas forma o Trio Estoril, que se aprersentou no ano passado no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. Também no ano passado fez parte do cartaz do Festival Estoril Lisboa e do Festival Internacional de Música da Primavera, em Viseu, e do ciclo “Serões Musicais na Pena”, em Sintra, nos arredores de Lisboa, entre outros.

O seu álbum anterior, dedicado às Sonatas para violino e violoncelo, de Luís Freitas Branco, gravado com Isabel Vaz (violoncelo) e Tomás Costa (violino), foi nomeado para os Prémios Play de Música Portuguesa.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]