Duas feiras gráficas mostram nova produção

Escrito por em 07/06/2021

Lisboa acolhe, em junho e julho, duas iniciativas culturais – a Raia e a Feira Gráfica de Lisboa – destinadas a divulgar e promover a mais recente produção nas artes gráficas e visuais em Portugal.

A Raia cumprirá a quinta edição nos dias 26 e 27 de junho, no Núcleo A70, com a participação de cerca de 60 projetos editoriais, de ilustração e artes gráficas. “O espírito da feira será o de sempre, orgulhosamente independente”, referem os organizadores em comunicado.

Entre os participantes estão as editoras Chili com Carne, Serrote, Umbra Edições ou Xerefé, as publicações Dois Pontos e Triciclo, os artistas Elias Gato, Mariana Malhão e Carolina Celas, os projetos Imprensa Canalha, O Homem do Saco, Oficina Arara e Oficina do Cego.

Estão previstas exposições de Filipe Abranches, Eixa, Ratas Gráfikas e Vendo Oro. Em julho acontecerá a quarta Feira Gráfica de Lisboa, que ocupará o jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta nos dias 10 e 11, com cerca 100 bancas de participantes, como Barricada de Livros, Douda Correria, Yuna Turva, Revista Prego e a editora Pierre von Kleist.

Também na Feira Gráfica de Lisboa estarão presentes o projeto Triciclo, a Oficina Arara, a Oficina Atalaia e a Oficina do Cego. A Feira Gráfica de Lisboa apresenta-se como um evento que procura juntar “várias iniciativas micro-editoriais, ligadas ao livro de literatura, ilustração, fotografia, mas também a outros universos criativos constituídos por revistas e jornais culturais ou publicações de autor como fanzines e cartazes”.

Estão previstos ainda lançamentos editoriais online e duas oficinas para os mais novos, pelas ilustradoras Joana Estrela e Mariana Malhão.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]