Dia: 14/05/2021

A Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML), sob a direção do seu maestro titular, Pedro Neves, apresenta, nos próximos dias 28 e 29, às 19:00, o programa “Sinfonias Clássicas”, na capital.

O Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto, reabre este sábado com três exposições temporárias e um concerto do Ensemble Vento do Norte, porque é “urgente devolver o Museu à cidade e ao país”.

A obra do escritor inglês Mick Herron é publicada pela primeira vez em Portugal, este mês, com a edição de “Covil de Espiões” que chegará às livrarias na próxima quarta-feira.

Duas exposições e três residências artística constituem o programa “Casulos”, um projeto multidisciplinar que a Direção Regional de Cultura do Centro promove, durante um ano, nos municípios das Caldas da Rainha e Figueiró dos Vinhos.

A arquiteta japonesa Kazuyo Sejima, Prémio Pritzker de 2010, vai presidir ao júri internacional da Bienal de Arquitetura de Veneza 2021, cujo palmarés desta edição será anunciado a 30 de agosto.

A promoção da poesia e da língua portuguesa é uma das principais estratégias da Câmara Municipal de Oeiras, no distrito de Lisboa, para ser a Capital Europeia da Cultura em 2027.

O Sporting Clube de Portugal terminou o seu jejum e é novamente campeão nacional de futebol. Por isso, o anfitrião do podcast faz uma viagem ao passado e partilha o que andava a fazer há 19 anos, ou seja, videojogos, filmes são referidos. Há tempo também para recordar um momento infeliz num festival de música português.

A longa-metragem “Nayola”, de José Miguel Ribeiro, e uma curta-metragem do realizador croata Marko Djeska, coproduzida por Portugal, integram o Festival de Cinema de Animação de Annecy, em junho em França.

A peça “Shostakovitch Pas de Deux”, do coreógrafo Yannick Boquin, “O Canto do Cisne”, de Clara Andermatt, e dois novos capítulos do Planeta Dança integram a temporada de junho e julho da Companhia Nacional de Bailado (CNB).

O espetáculo “Quem matou o meu pai?”, por Ivo van Hove, a partir de texto do francês Édouard Louis, estreia-se em Lisboa em julho, inserido no Festival de Almada, com a organização a prometer “o acontecimento teatral do ano”.

O festival de cinema Curtas Vila do Conde vai acontecer em julho, entre a sala e o online, com uma programação “que pretende criar novas formas de relação com o cinema contemporâneo”.

O professor e investigador espanhol Ángel Marcos de Dios recebe, no dia 21, na cidade da Guarda, o Prémio Eduardo Lourenço 2020.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]