Dia: 10/05/2021

O artista português Alexandre Farto (Vhils) inaugura, na sexta-feira, na galeria Vera Cortês, em Lisboa, “Fenestra”, o culminar de um projeto visual que começou a desenvolver em 2014.

A Câmara de Coimbra decidiu hoje, por unanimidade, atribuir a Medalha de Mérito Cultural à escritora Teolinda Gersão, que nasceu na cidade e está a completar 40 anos de carreira.

O próximo número da revista Granta em língua portuguesa é publicado a 20 de maio, tem o Sono o Sonho por temas, e reúne autores como Jorge Molder, Jon Fosse, Murakami e Ondjaki, anunciou hoje a editora Tinta-da-China.

O romance “Desaparecida”, de Ricardo Lemos, é o vencedor do Prémio Nacional de Literatura Lions de Portugal 2021, anunciaram o Distrito 115 (Portugal) do Lions Clubs International, a Fundação Lions de Portugal e a editora Guerra e Paz.

Um espetáculo com a atriz italiana Monica Bellucci, a reencarnar e dar voz à soprano Maria Callas, será um dos momentos altos do Festival de Teatro de Almada, cuja programação completa será anunciada a 18 de junho.

A produtora Blue House, em colaboração com o Salão Brazil, em Coimbra, vai dinamizar um ciclo de miniconcertos que decorre até julho, em que serão recolhidos bens alimentares para apoiar os profissionais da cultura.

O Rama em Flor – Festival Comunitário Feminista Queer vai regressar para a terceira edição, entre 22 de maio e setembro, com uma programação alargada de música, conversas e áudio-passeios em vários espaços de Lisboa.

O Festival Tremor, que volta a acontecer em setembro em São Miguel, vai pôr artistas em diálogo com a natureza e apresentar uma exposição coletiva desenhada para aquela ilha açoriana.

A edição de verão do Festival de Cinema de Berlim vai decorrer ao ar livre, de 9 a 20 de junho, em 16 locais, num momento que quer contribuir para o renascimento das atividades culturais com um público na Alemanha.

Três associações do setor juntaram-se para criar a Casa do Cinema de Coimbra, um espaço que pretende colmatar a falta de resposta de programação alternativa na cidade, ao mesmo tempo que reativa a “histórica” sala das Galerias Avenida.

Uma deu o mote, outra deu a ideia, outra o primeiro texto, e assim começou, há 50 anos, o projeto que nasceria nove meses depois, “como num parto”, a obra “Novas Cartas Portuguesas” escrita pelas “três Marias”.

O filme “O Movimento das Coisas”, da realizadora portuguesa Manuela Serra, estreia-se a 17 de junho nos cinemas portugueses, mais de trinta anos depois de ter sido feito, revelou hoje a distribuidora The Stone and The Pilot.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]