Dia: 09/03/2021

A artista portuguesa Paula Rego vai estar representada na exposição transnacional “Diversity United”, com trabalhos de 90 artistas de 34 países, que irá viajar por Berlim, Moscovo e Paris, de maio a julho, para promover a arte contemporânea europeia.

Os filmes “Nomadland”, de Chloé Zhao, e “Rocks”, de Sara Gavron, lideram as nomeações para os BAFTA, os prémios da Academia Britânica de Cinema e Televisão, que serão entregues em abril.

A estrutura Mákina de Cena, sediada em Loulé, no distrito de Faro, desafia os criadores literários a escrever neste período de confinamento sobre um futuro depois da pandemia de covid-19.

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) anunciou hoje “medidas de gestão” para “adaptar” a cooperativa “às novas realidades culturais, sociais e económicas”, encerrando sete das 12 delegações, num processo que abrange 20 trabalhadores.

No primeiro episódio “oficial” do Piado do Pardal, João Pardal destaca três filmes que vão estrear muito em breve, a capa da revista Empire e fala sobre uma série Marretas que foi “esquecida” no tempo.

O rapper Valete integra o cartaz do festival brasileiro União Reggae + Rap, que decorrerá no sábado, apenas em formato online, na plataforma Youtube, revelou a organização.

O escritor José Luís Peixoto mergulhou nas memórias de vida do empresário Rui Nabeiro e apoderou-se delas, fazendo-as suas e transpondo-as para o papel, num romance situado no futuro com um olhar para o passado, intitulado “Almoço de domingo”.

Perto de quatro em cada 10 trabalhadores independentes da Cultura são prestadores de serviços sem qualquer contrato, o que mostra a “informalidade das relações de trabalho”, segundo dados do Inquérito aos Profissionais Independentes das Artes e Cultura hoje revelados.

A arquiteta italo-brasileira Lina Bo Bardi (1914-1992), autora do Museu de Arte de São Paulo (MASP), foi distinguida a título póstumo pela Bienal de Arquitetura de Veneza com um Leão de Ouro Especial pelo conjunto da obra.

Um documentário centrado na vida e obra de Maria Gabriela Llansol, que pretende abrir caminhos para a compreensão daquela que é tida como uma das mais geniais escritoras portuguesas, estreia-se na próxima quinta-feira, na RTP2.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]