“Mulheres do meu país” exibida em formato minissérie

Escrito por em 01/03/2021

O filme “Mulheres do meu país”, da realizadora Raquel Freire, deu origem a uma minissérie documental, que se vai estrear na RTP a 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

De acordo com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, a minissérie, intitulada “Histórias das mulheres do meu país”, tem três episódios a exibir ao longo de março. A série recupera retratos filmados de mais de uma dezena de mulheres, desde a mulher da limpeza à geneticista, da pescadora à cuidadora informal.

“Cada uma destas mulheres é um país em si. Para mim, estas são as mulheres do nosso país, no século XXI, tendo em conta os vários eixos de interseccionalidade, das opções, das emancipações, e de como é viver hoje em dia com todas as desigualdades e dificuldades e como é que é ultrapassá-las hoje neste território”, afirmou a realizadora Raquel Freire à agência em 2019, quando o filme teve uma primeira exibição em sala.

O filme – assim como a minissérie – é inspirado na obra “As mulheres do meu país” (1948), de Maria Lamas, um livro de cabeceira de há muitas décadas da realizadora, sobretudo pela “visão profundamente feminista, de igualdade e de liberdade” daquela autora.

Do trabalho de pesquisa para o filme, Raquel Freire escolheu 14 mulheres que falam das suas vidas, como ultrapassam dificuldades e “como chegaram à sua emancipação”. Lúcia Vaz, empregada de limpeza, Maria do Mar Pereira, socióloga, Alice Azevedo, mulher transgénero, as irmãs Flores, artesãs do Alentejo, Leonor de Freitas, empresária, Mynda Guevara, rapper, e Adelaide Costa, engenheira do Ambiente e bombeira, são algumas das mulheres retratadas.

Há uma coisa em comum entre todas elas, explica Raquel Freire: “Cada mulher tem força e a capacidade de olhar o mundo à volta, de o compreender e de o transformar. Só não faz mais, porque está absolutamente assoberbada de trabalho”. Tanto o filme como a minissérie contaram com produção da Associação Espaços e apoio institucional da Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]