“Framing Britney Spears” estreia segunda-feira

Escrito por em 18/02/2021

O documentário “Framing Britney Spears”, focado na trajetória da cantora norte-americana, incluindo os momentos de maior popularidade e os acontecimentos que levaram a que a sua vida passasse a ser controlada pelo pai, estreia-se na segunda-feira em Portugal.

O documentário, resultado de um trabalho de investigação do jornal norte-americano The New York Times, será exibido em Portugal no canal de televisão Odisseia, na segunda-feira às 22:00, foi hoje divulgado em comunicado.

Segundo o texto, “Framing Britney Spears” “recorda as luzes e as sombras da trajetória da cantora, incluindo a sua etapa de maior popularidade nos anos 90 e 2000, abordando a série de acontecimentos que levaram a que em 2008 perdesse o controlo da sua vida e passasse a ser tutelada a partir dessa altura pelo seu pai (Jamie Spears)”.

Aos 39 anos, Britney Spears “não pode dispor livremente do seu dinheiro ou assinar nenhum documento sem autorização prévia, o que a levou a uma árdua batalha judicial contra o pai”. O trabalho do The New York Times “explora a base legal da tutela, assim como os requisitos que devem cumprir tanto Spears como os tutores designados pelo tribunal”.

Além disso, o documento aborda também a “fervorosa base de fãs” da cantora, que defende que esta “deveria ser libertada da tutela”, e “o tratamento questionável que os meios de comunicação revelaram durante a carreira da estrela da ‘pop’”.

Nos períodos de maior popularidade, Britney Spears era “perseguida por ‘paparazzi’ 24 horas por dia” e era “alvo de comentários ofensivos e machistas em programas de televisão, algo que, atualmente, – depois do movimento #metoo – seria inconcebível”.

Britney Spears estreou-se oficialmente em 1999 quando editou o álbum “…Baby One More Time”, que vendeu mais de cem milhões de exemplares em todo o mundo. Rapidamente colocada no pedestal das estrelas da música pop, Britney Spears foi alvo de intensa cobertura mediática por distúrbios de uma adolescente que rapidamente se tornou adulta.

Na sequência do documentário “Framing Britney Spears”, tornaram-se virais movimentos para pedir a “libertação” da artista do controlo do pai (“#FreeBritney”) e para levar a que quem a criticou e julgou, na altura, viesse agora pedir desculpa.

Vários já o fizeram: desde a humorista Sarah Silverman ao músico Justin Timberlake, passando pela revista Glamour. Sendo uma das artistas que mais vendeu no virar do século, a norte-americana é a intérprete de temas como “Oops!… I Did It Again”, “Toxic” e “Womanizer”.

“Framing Britney Spears” é um documentário da segunda temporada de The Weekly, série produzida pelo The New York Times e que é exibida em Portugal no canal Odisseia.


Opnião dos Leitores

Leave a Reply


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]