Day: 08/12/2020

O festival Às Vezes o Amor vai decorrer entre 12 e 14 de fevereiro em várias cidades, anunciou a organização do evento, que inclui o espetáculo “Deixem o Pimba em Paz” e concertos de Moonspell e Luísa Sobral.

As pinturas murais existentes em Lisboa da autoria de Almada Negreiros, “uma das figuras-chave da vanguarda e modernismo” em Portugal, estão a ser estudadas por investigadores liderados pelo Laboratório HERCULES da Universidade de Évora (UÉ).

O filme “Mateo’s Mother”, dos espanhóis Aitor Arregi e Jose Mari Goenaga, conquistou o prémio de melhor filme, na competição ‘shorts’, no 11.º Festival Internacional de Curtas de Macau.

Duas amigas, uma brasileira, outra portuguesa, decidiram fazer da carta o meio de comunicação, num ano que teima em ser diferente. Um ano em que não se podem encontrar fisicamente. Nas cartas, como antigamente, fala-se da vida por escrito. O que incomoda ou atormenta, o que faz feliz, indaga-se, mas, principalmente, partilha-se. A próxima ligação direta Rio-Lisboa é feita aqui.

O Comité Nobel decidiu este ano, devido à pandemia de covid-19, entregar os Prémio Nobel de 2020 aos vencedores nos países onde residem, a começar pela americana Louise Glück (literatura) e pela francesa Emmanuelle Charpentier (química).

“Rádio Quântica – Quantum Leap” é a proposta para sábado, às 17:00, no Espaço Gaivotas, em Lisboa, segundo o Teatro Praga, que tem sede aquele edifício municipal.

“Teatro das Imagens – Cruzeiro Seixas, a poética do engano” é o título da exposição de fotografias de João Francisco Vilhena dedicada ao artista plástico que lhe dá nome patente na Casa da Avenida e na Casa da Cultura, em Setúbal.

“A grande emissão do mundo português”, uma dramaturgia de Jorge Palinhos, é a peça que a companhia Teatrão, de Coimbra, apresenta quinta e sexta-feira, no Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada.

A escritora britânica Paula Hawkins, autora do sucesso de vendas “A rapariga no comboio”, regressa com um novo ‘thriller’, intitulado “A slow fire burning”, que terá lançamento mundial a 31 de agosto de 2021, anunciou a editora portuguesa Topseller.

O Teatro Onomatopeia da Zunzum Associação Cultural, em Viseu, estreia sexta-feira “De volta sem Magalhães”, uma peça que conta as peripécias da viagem, há 500 anos, de circum-navegação de Fernão Magalhães, segundo um dos responsáveis.

A Sociedade Histórica da Independência de Portugal anunciou o lançamento de um concurso literário e audiovisual com o tema “O que é ser português”, que visa estimular a reflexão em torno da história, cultura e identidade portuguesas.

A peça “Festa de 15 anos”, com texto e encenação de Mickaël de Oliveira, estreia-se na quinta-feira no Teatro Carlos Alberto, no Porto, e reflete sobre a questão da herança cultural, patrimonial e financeira.


[There are no radio stations in the database]