Museu Nadir Afonso celebra centenário do nascimento do pintor

Escrito por em 03/12/2020

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, recebe, a partir de sexta-feira e durante um ano, a exposição “Nadir Afonso, entre o local e o global”, como forma de celebrar o centenário do nascimento do pintor.

A exposição, que é inaugurada na sexta-feira e decorre até ao dia 6 de dezembro de 2021, contempla duas linhas temporais, com um olhar retrospetivo sobre a arte de Nadir, explicou, em comunicado, o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA), em Chaves, no distrito de Vila Real.

Além da “apresentação de uma cronologia da vida e obra do Mestre”, terá ainda “uma seleção de obras pertencentes ao património artístico municipal, e ao espólio em depósito no MACNA, por protocolo com a Fundação Nadir Afonso”.

Ao longo de um ano, a obra de Nadir Afonso será o “ponto de partida de exposições, conferências, ‘ateliers’, visitas orientadas e outros encontros”. Com a curadoria de Maria do Mar Fazenda, a exposição tem como guião “um artigo que Nadir escreveu, em 2007, para o Jornal de Letras, Artes e Ideias, ‘Local e universal’, cujo título inspirou a nomeação do programa comemorativo”.

“Este texto, escrito na primeira pessoa, segue um olhar retrospetivo, que parte do presente, mas também pressente um futuro”, pode ler-se. “Partindo do traçado de uma panorâmica sobre a vida e obra de Nadir Afonso, é apresentado um percurso por obras representativas dos seus vários períodos e de produção em várias frentes: a Arte, a Arquitetura e a Teoria”, acrescenta.

O pintor, arquiteto e pensador Nadir Afonso Rodrigues nasceu em Chaves, a 04 de dezembro de 1920, e morreu, aos 93 anos, em 2013. Diplomou-se em arquitetura na Escola Superior de Belas Artes do Porto e trabalhou com arquitetos de renome como Le Corbusier e Oscar Niemeyer, mas viria a trocar esta área pela pintura, alcançando reconhecimento internacional.

Foi distinguido em 1967 com o Prémio Nacional de Pintura e, em 1969, com o Prémio Amadeo de Sousa-Cardoso. Foi condecorado com o grau de Oficial (1984) e de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (2010).


Opnião dos Leitores

Leave a Reply


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]