Dia: 03/12/2020

Todos os filmes previstos pelos estúdios norte-americanos Warner Bros. para 2021, incluindo “Dune” e “Matrix 4”, vão estrear em simultâneo nas salas de cinema e na plataforma de streaming HBO Max.

A edição deste ano da exposição “Arte Numa Perspetiva Diferente” é composta por 20 obras de seis “artistas plásticos” com paralisia cerebral e está patente ao público desde hoje excecionalmente online, devido à pandemia de covid-19.

Uma “teia de figurações” onde se representa “ainda e sempre, a imensa tristeza e a imensa alegria de ser português”, é como o Teatro Nacional S. João (TNSJ) define “Talvez… Monsanto”, espetáculo a estrear hoje, neste palco, no Porto.

O escultor Rui Chafes criou uma peça de grandes dimensões em homenagem a Alberto Giacometti, a convite da fundação do artista suíço, que ficará instalada em Stampa, na Suíça, anunciou a Galeria Filomena Soares.

As homenagens pelo centenário do nascimento do artista e escritor Artur Cruzeiro Seixas, que morreu em novembro, aos 99 anos, vão estender-se até 2022, com exposições em Paris, Nova Iorque, Lisboa e Londres.

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, recebe, a partir de sexta-feira e durante um ano, a exposição “Nadir Afonso, entre o local e o global”, como forma de celebrar o centenário do nascimento do pintor.

A editora Snob vai ser a nova parceira editorial dos Artistas Unidos para a publicação dos “Livrinhos de Teatro”, substituindo assim a extinta Cotovia, com o lançamento do 150.º titulo desta coleção, em 2021.

O Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, inaugura hoje uma exposição dedicada à artista franco-americana Louise Bourgeois (1911-2010) que inclui 32 obras representativas das sete décadas de trabalho da artista.

A peça “Exílio[s] 61-74”, do dramaturgo Ricardo Correia, foi publicada em França, integrada na coleção “Nouvelles Scenes”, que reúne obras de vários dramaturgos que abordam as questões das fronteiras.

A cantora portuguesa Maria Mendes venceu um prémio Edison de melhor álbum de jazz vocal, nos Países Baixos, com o disco “Close to me”, revelou a promotora da artista, Uguru.

A editora de banda desenhada Ala dos Livros criou um prémio literário de homenagem ao argumentista Jorge Magalhães, “que sempre apoiou novos autores” e morreu em 2018.

Uma viagem de cruzeiro entre Portugal e Brasil que resgata e ficciona a chegada e a colonização portuguesa neste território, é como Tiago Cadete define o espetáculo que estreia hoje no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.


[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]